Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
28 de março de 2018, 10h31

“Foi um barulho seco”: relato de Gianni Carta, que estava sentado na poltrona onde o tiro acertou

“Foi um barulho diferente, seco. Estamos acostumados com pedradas e ovadas, mas aquilo foi diferente. Isso já passou do limite”, disse Gianni

O jornalista Gianni Carta, que estava no ônibus da Caravana de Lula que foi atingido por um tiro na última terça-feira (27), grava depoimento em vídeo para Joaquim de Carvalho, do DCM, que também estava presente.

“Escutei um barulho diferente, na hora eu já achei que fosse um tiro, não foi pedrada. Eu tô acostumado com pedrada, ovo, nós que estamos na caravana, a gente reconhece, mas foi um barulho muito forte e seco. Era madrugada, todos estavam dormindo e eu não quis acordar ninguém. Quando parou, foi constatado que era mesmo um tiro. Isso já passou do limite, agora já foi longe demais.”


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags