Vídeo: Governador de Goiás discute com bolsonaristas ao pedir fim de ato contra Congresso

Ronaldo Caiado (DEM) pede a saída do carro de som e é vaiado pelo público. Irritado, ele diz não precisar dos votos dos manifestantes

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), que é aliado ao presidente Jair Bolsonaro, discutiu com manifestantes bolsonaristas neste domingo (15) ao pedir fim do ato contra o Congresso Nacional na Praça Cívica de Goiânia. Caiado, que é médico, disse que aglomeração facilita o contágio por coronavírus. Contudo, sua fala não agradou os manifestantes, e governador precisou se retirar sob vaias.

“Vocês vão estar chorando na porta do palácio, este que é um absurdo. O que vocês precisam de ter é seriedade. Não se mostra apoio ao governo colocando em rico a sua população”, disse Caiado.

O governador disse ainda que a população tem “direito” de se manifestar, mas ato é imprudente pois Goiás já tem quatro casos confirmados de contaminação por coronavírus. Na sequência, Caiado pede a saída do carro de som e é vaiado pelo público. Com isso, ele aumenta o tom da voz e, irritado, diz não precisar dos votos dos manifestantes.

“É um risco para a população. Estão entendendo bem? Essa é minha ordem e minha ordem será seguida. Não preciso dos seus votos. Eu sou médico, eu trato é de vidas. Eu trato é de vidas. Quando seu filho estiver doente, você vai me procurar como médico. Não tem carro de som. Não tem carro de som. Isso aqui vai contaminar todo mundo”, disse.

Confira:

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR