Fórumcast #19
14 de maio de 2018, 09h03

Vídeo: Grupo faz panelaço contra acampamento em defesa de Lula

Organizadores do panelaço avisaram a PM de Curitiba que irão fazer manifestação no local nesta segunda-feira

O grupo República de Curitiba fez panelaço no bairro Santa Cândida, em Curitiba, neste domingo (13), contra o acampamento “Lula Livre”. O panelaço foi transmitido ao vivo pela conta do Facebook do grupo.

Os organizadores também informaram ao Comando Geral da Polícia Militar do Paraná, a realização de manifestação nesta segunda-feira (14), entre as 18h e às 21h, atrás da Superintendência da Polícia Federal, nas imediações do acampamento.

A coordenação da Vigília Lula Livre soltou nota afirmando que “nossas mobilizações têm caráter pacífico, respeitam os limites do interdito proibitório, os horários de manifestação e o local reservado pelas autoridades para tal”. A nota diz também que “está seguindo os acordos combinados com a Secretaria de Segurança Pública do Paraná, Ministério Público e autoridades constituídas. Exigimos o respeito e manutenção aos acordos”. Leia na íntegra abaixo.

Vigília “Lula Livre”

O acampamento “Lula Livre” se formou no bairro Santa Cândida, nas imediações da sede da Polícia Federal, logo após o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva ser preso no local, no dia 7 de abril. Desde então, aconteceram várias manifestações pacíficas, shows e visitas de políticos, artistas e personalidades a favor da libertação de Lula.

Veja também:  Juíza cita Gilmar Mendes para determinar libertação de Eike Batista, preso pela Lava Jato

A vigília já sofreu várias formas de hostilidade, até mesmo um atentado a tiros, que feriu gravemente Jeferson Lima de Menezes, que atuava como segurança do local. Apesar de ser atingido por um tiro no pescoço, Jeferson passa bem.

NOTA

A coordenação da Vigília Lula Livre afirma que:

1 – Nossas mobilizações têm caráter pacífico, respeitam os limites do interdito proibitório, os horários de manifestação e o local reservado pelas autoridades para tal; Até aqui, tudo está seguindo os acordos combinados com a Secretaria de Segurança Pública do Paraná, Ministério Público e autoridades constituídas. Exigimos o respeito e manutenção aos acordos.

2 – Nesses 36 dias de vigília, estabelecemos relação respeitosa com os moradores, tomando medidas concretas em prol da boa convivência com a comunidade. Prova disso foi a retirada do acampamento das imediações da Polícia Federal e também a retirada do equipamento de som, estabelecendo horários de silêncio das 19h30 às 9 horas da manhã.

3 – Denunciamos o fato de, durante manifestação encabeçada por Eder Borges, assessor comissionado do deputado Francischini (secretário de segurança responsável pelo massacre de servidores do dia 29 de abril de 2015), foi invadida área do interdito proibitório reservada para a Vigília Lula Livre. Os participantes lançaram mão de provocações diretas, fogos de artifício, ameaça com uso de facas, cornetas, entrada de veículos, e isolaram uma rua sem autorização das autoridades.

4 – Estranhamos ainda que, frente a tudo isso, nenhuma medida tenha sido tomada pela Polícia Militar, presente no local, que foi conivente com esses fatos.

5 – Manifestações de caráter político em oposição à vigília devem se dar no espaço reservado pela Polícia Militar, no lado oposto à Vigília Lula Livre, conforme acordado com as autoridades no interdito proibitório;

6- Seguimos mobilizados, manteremos nossa organização e vinda de caravanas até alcançar a liberdade do presidente Lula.

Curitiba, 13 de maio de 2018

 

Veja também:  Cristina Kirchner: Vitória mostra que o povo apoia uma mudança no país, pois "como estamos não está bom"

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum