Vídeo: Milícia virtual bolsonarista tem financiamento internacional, revela Dias Toffoli

Ministro do STF, que determinou a abertura do inquérito das fake news quando presidiu a corte, Dias Toffoli afirmou que "não é um grupo de malucos". "Há uma organização por trás disso"

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), revelou em entrevista ao programa Canal Livre, da Bandeirantes, na madrugada desta segunda-feira (22), que o inquérito das fake news, conduzido por Alexandre de Moraes, já identificou “financiamento estrangeiro internacional” a atores da milícia virtual bolsonarista, que propaga discursos de ódio e ameaça juizes da corte nas redes sociais.

“O ministro Alexandre de Moraes, fui autorizado por ele e não posso dar maiores detalhes a respeito, mas esse inquérito de combate às fake news e aos atos antidemocráticos, em quebras de sigilos bancários já identificou financiamento estrangeiro internacional a atores que usam as redes sociais para fazer campanhas contra instituições, em especial ao Supremo Tribunal Federal e ao Congresso Nacional”, afirmou Toffoli, usando o jargão jornalístico de “furo” – notícia inédita – e ressaltando que o aprofundamento das investigações está em curso.

“É gravíssimo. […] No passado, financiamento a grupos radicais, seja de extrema direita, seja de extrema esquerda, para criar o caos e desestabilizar a democracia em nosso país. Nós estamos investigando isso, isso é gravíssimo, não posso dar maiores detalhes, mas é fundamental ir a fundo nessa questão”, complementou Toffoli.

Segundo Toffoli, há uma organização por trás dos atos antidemocráticos e da milícia virtual.

“Não é um grupo de malucos. Há uma organização por trás disso, que ataca inclusive a imprensa tradicional e séria. Temos que estar atentos e o inquérito está em excelentes mãos”, afirmou o ministro, que autorizou a abertura do inquérito quando presidiu a corte.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.