Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
02 de fevereiro de 2020, 20h25

Vídeo: “O fascismo está em curso”, diz professora em forte discurso durante formatura da UFG

Miriam Bianca Amaral Ribeiro classificou o governo Bolsonaro como "homofóbico, machista, racista, misógino, que odeia pobre"; assista

Reprodução/YouTube

Exaltando o nome de Paulo Freire, a professora Miriam Bianca Amaral Ribeiro, paraninfa da turma de formandos de 2020 da Universidade Federal de Goiás (UFG), fez um forte discurso tratando sobre os desafios que pedagogos e psicólogos vão enfrentar sob o governo do presidente Jair Bolsonaro. A fala ganhou grande repercussão nas redes sociais neste domingo (2).

“Se alguém acha que não se pode falar em Paulo Freire em uma colação de grau, saiba que a universidade pública e gratuita só existe porque pessoas como Paulo Freire não abrem mão do direito de todos em acessar o conhecimento produzido pela humanidade”, diz a professora. Ela ressalta que o diploma dos formandos é também de toda a sociedade.

“É sob esse tempo que vocês, pedagogos e psicólogos, vão exercer o seu ofício”, diz Miriam Bianca antes de descrever o governo Bolsonaro. “O fascismo está em curso em um governo que se diz que índio não é gente, que ter filha é um vacilo e que a pobreza é que desmata para comer. Um governo homofóbico, machista, racista, misógino, que odeia pobre. Um governo que elogio o nazismo, que matou 8 milhões de pessoas, é um governo nazista”, afirmou, sob aplausos.

A professora ainda criticou o fechamento de escolas em Goiás e o “reordenamento” do sistema educacional promovido em Goiânia. “Fechar escolas é um CRI-ME”, disse.

“Conhecimento é para emancipação. Leve para o seu trabalho a luta incansável contra qualquer tipo de preconceito, porque a desigualdade não é natural e, se foi construída por humanos, também pode ser destruída por nós”, disse ainda a professora. “Não desista de enfrentar a violência, porque ‘pátria amada’ não é pátria armada”, completou.

O forte discurso foi encerrado com os versos de Coração Civil, de Milton Nascimento. “Quero a liberdade, quero o vinho e o pão. Quero ser amizade, quero amor, prazer. Quero nossa cidade sempre ensolarada. Os meninos e o povo no poder, eu quero ver”, cantou.

Assista ao discurso da professora:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum