Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
22 de fevereiro de 2020, 13h35

Vídeo: PMs protagonizam cena de milicianos, enquanto Ceará registra 93 mortes violentas durante motim

Nesta sexta-feira, 37 casos de mortes violentas ocorreram no Estado, mesmo com a presença da Força Nacional e de homens do Exército, enviados por Jair Bolsonaro e Sergio Moro

PMs protagonizam cenas de milicianos pelas ruas do Ceará (Montagem)

Um vídeo que circula nas redes sociais neste sábado (22) pode ser facilmente atribuído às comemorações de milicianos em comunidades dominadas, como retratada no filme Tropa de Elite 2.

No entanto, as cenas mostram homens vestidos de preto, com máscaras tapando o rosto, e empunhando armas de grosso calibre, que estão em motos e camburões da Polícia Militar do Ceará.

Responsáveis por motins que acontecem em quartéis e batalhões pelo Estado, os PMs de concentram em uma rua, que parece ser na cidade de Sobral, onde o senador Cid Gomes (PDT-CE) foi alvejado por dois tiros ao tentar acabar com o aquartelamento dos policiais com uma retroescavadeira.

Desde o início dos motins promovidos pelos policiais, na última segunda-feira (17), até a noite desta sexta-feira (21), pelo menos 93 pessoas foram assassinadas no estado em Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social.

Somente na quarta-feira (19), um dia após o atentado contra Cid Gomes, 29 pessoas foram mortas violentamente no Estado. Nesta sexta-feira (21), no entanto, o recorde de assassinatos foi quebrado, com 37 casos de mortes violentas, mesmo com a presença da Força Nacional e de homens do Exército, enviados por Jair Bolsonaro e Sergio Moro.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum