O que o brasileiro pensa?
13 de julho de 2020, 06h32

Wassef diz que ama Bolsonaro e não é o homem-bomba que vai implodir o governo

O advogado concordou ainda que estaria em melhor situação se tivesse se comportado como a família Bolsonaro e se afastado de Queiroz

Frederick Wassef - Foto: Reprodução/GloboNews

O ex-advogado do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) e do seu filho, Flávio Bolsonaro (Republicanos), Frederick Wassef, afirmou à Folha, em entrevista nesta segunda-feira (13), que ama Bolsonaro, sempre foi leal a ele e que não é o homem-bomba que vai implodir o governo.

“Não sou bomba coisa nenhuma. Sou leal, amo o presidente. Se realmente falasse todos os segredos que sei do presidente Bolsonaro, se eu pudesse falar tudo que sei dele, da nossa relação dos últimos seis anos, sabe qual seria a consequência? Bolsonaro eleito em primeiro turno em 2022”, disse o advogado, sempre no estilo do presidente, sem usar máscara de proteção contra o coronavírus.

Perguntado por que a família Bolsonaro não teria tomado a iniciativa de acolher Queiroz, já que o considera inocente, Wassef afirmou que quando estourou o escândalo da “rachadinha”, em 2018, a decisão da família foi imediatamente cortar todo e qualquer tipo de relação com o ex-assessor de Flávio”.

“O fato fala por si. A família fez uma opção. Deu o escândalo, eles cortaram relações e falaram: ‘Vamos esperar isso ser apurado. Quando se resolver, [vemos] se volta a falar [com ele]’.”

Wassef concordou que estaria em melhor situação se tivesse se comportado como a família Bolsonaro.

“Sim. A diferença entre eu [sic] e a família Bolsonaro é que sou uma pessoa que passou os últimos dez anos sofrendo em hospital, tive quatro cânceres, duas quimioterapias horrorosas. Passei dez anos de muita dor e sofrimento. Sou um ser humano diferente. Tenho uma sensibilidade especial à pauta câncer, saúde, ajuda ao próximo.”

“Não falei que sou diferente da família. Sou diferente de todas as pessoas. Quem passou dez anos sofrendo em hospital com quatro tipo de cânceres, viu a morte de perto… Uma pessoa dessa se torna diferente de qualquer pessoa”, explicou logo a seguir.

Com informações da Folha


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum