Weintraub é frustrado por advogados após anunciar volta ao Brasil: “Continuo investigado”

"Continuo sendo investigado e tendo o mesmo risco de ser preventivamente preso", declarou o ex-ministro

O ex-ministro Abraham Weintraub voltou atrás após anunciar que estava “livre” para voltar ao Brasil em razão de decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, de arquivar o inquérito dos atos antidemocráticos.

“Não foi dessa vez. Continuo sendo investigado no STF. Tenho fé que venceremos e conto com cada um de vocês. LIBERDADE e JUSTIÇA!”, escreveu em publicação no Twitter.

Junto do tuíte, Weintraub divulgou um vídeo dizendo que continua sendo investigado por crime contra a segurança nacional. “Continuo sendo investigado e tendo o mesmo risco de ser preventivamente preso”, declarou.

“Eu não tenho medo do meu destino, estou determinado a voltar para o Brasil. Eu vou voltar para o Brasil”, completou.

Na postagem em que celebrou o arquivamento do inquérito – que não aconteceu -, ele admitiu que fugiu do Brasil por conta da investigação. O ex-ministro chegou a compartilhar a música Freedom, de George Michael. A retratação foi feita após advogados corrigirem a informação.

A fuga

Weintraub deixou o Ministério da Educação em junho de 2020, logo após o STF ter decidido mantê-lo entre os investigados no inquérito dos atos antidemocráticos, agora arquivado. À época, ele confessou que estava indo para os Estados Unidos com o intuito de evitar ser preso.

O ex-ministro já havia anunciado a saída do governo, mas sua exoneração foi publicada somente depois que ele entrou no país. Ou seja, a oficialização de sua demissão foi retardada para que ele pudesse sair do Brasil utilizando o passaporte diplomático de ministro.

Publicidade

Bolsonaristas cogitam lançar Weintraub como candidato ao governo de São Paulo nas próximas eleições.

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e pela América Latina, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum Global

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR