Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
21 de novembro de 2019, 22h39

Weintraub afirma que universidades federais escondem “plantações extensivas de maconha”

O presidente da UNE rebateu: “Vejam o tamanho do absurdo que esse senhor que se diz ministro fala sobre as Universidades Federais. É um poço de ignorância e oportunismo!”

Foto: Pedro França/Agência Senado

Abraham Weintraub, ministro da Educação de Jair Bolsonaro, voltou a atacar as universidades federais. Em entrevista, ele resumiu as instituições, afirmando que elas escondem “plantações extensivas de pés de maconha”.

“Foi criada uma falácia que as universidades federais precisam ter autonomia. Justo, autonomia de pesquisa, ensino. Só que essa autonomia acabou se transfigurando em soberania. Então, o que você tem? Você tem plantações de maconha, mas não são três pés de maconha, são plantações extensivas em algumas universidades, a ponto de ter borrifador de agrotóxico, porque orgânico é bom contra a soja, para não ter agroindústria no Brasil, mas na maconha deles eles querem toda a tecnologia que tem à disposição”, afirmou Weintraub, em entrevista ao site de extrema direita do Jornal da Cidade Online.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

“A verdade é que a gente aterrissou aqui (no ministério) há um ano e estamos começando a descobrir um monte de detalhes”, declarou, também, o ministro, repetindo que as instituições de ensino estavam “aparelhadas e dominadas por ideólogos extremistas de esquerda”, acrescentou.

Resposta

Iago Montalvão, presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), usou o Twitter para rebater Weintraub.

“Vejam o tamanho do absurdo que esse senhor que se diz ministro fala sobre as Universidades Federais. É um poço de ignorância e oportunismo!  Reduz a universidade a ‘madrastas da doutrinação’, ‘plantações extensivas de maconha’ e ‘laboratórios de metsferamina’. Vaza Weintraub!”, destacou.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum