Weintraub confirma “limpa” em livros didáticos

Depois de Bolsonaro dizer que os livros didáticos "têm muita coisa escrita", ministro da Educação afirmou que "já saiu muita porcaria, mas ainda vão sair alguns que a gente não gosta"

Abraham Weintraub confirmou nesta terça-feira (7) a “limpa” que será feita pelo governo nos livros didáticos, a partir de 2021. Segundo o ministro da Educação, o governo já “deu uma limpada boa” e “já saiu muita porcaria”.

O ministro apareceu em live com o presidente Jair Bolsonaro para falar sobre a mudança dos livros. “O que existe, ainda, são alguns livros, daqueles que a gente manda, são contratos. (Os críticos) começaram falando que (o governo) não vai respeitar as leis, cumprir a Constituição. Justamente o oposto. Vamos respeitar as leis, os contratos foram assinados”, disse. “A gente já deu uma limpada, uma boa limpada, já saiu muita porcaria, mas ainda vai alguns que a gente não gosta”, completou.

Anteriormente, Bolsonaro havia caracterizado os atuais livros didáticos como “lixo” e sugeriu suavizar a linguagem, dizendo que os materiais “têm muita coisa escrita”. Para Weintraub, a medida faz parte do projeto de retirar o Brasil do “fundo do poço” no ranking do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa). “O fundo do poço ficou em 2018”, afirmou. “Não dá para colocar em primeiro lugar a América do Sul ainda, porque estamos em último, mas vamos sair do fundo do poço”, disse.

Na live, o presidente também afirmou que é preciso educar sem ideologia, ao se referir à “ideologia de gênero”. “Ideologia de gênero não é para ser discutido lá (nas escolas). O pai quer que o filho seja homem, e a filha seja mulher”, disse Bolsonaro. Weintraub foi na mesma linha: “Quem educa é família, escola ensina. A gente espera que a família eduque as crianças”.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR