Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
24 de janeiro de 2020, 21h17

Weintraub diz que não há erro no Sisu e culpa “partido radical de esquerda”

A hashtag #erronosisu ocupou o topo das Tendências do Twitter e irritou o ministro da Educação; assista ao vídeo publicado por Weintraub

Reprodução/Twitter

“Não se levem por quem quer causar o mal e o terror em vocês”, disse o ministro da Educação, Abraham Weintraub, ao comentar sobre os erros no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) que têm sido denunciados nas redes sociais. Diversos estudantes alertaram que as notas de corte de diversos curtos dispararam nesta sexta-feira por conta de um erro no sistema que estaria classificando estudantes em mais de uma opção de curso.

Visivelmente irritado, Weintraub gravou um vídeo ao lado de Thiago Leitão, coordenador-geral de Políticas de Educação Superior, minimizando as críticas. Segundo ele, está “tudo normal” no Sisu e as críticas partem de pessoas de esquerda.

“Não está tendo problema nem erro no sistema. Tem muita gente maldosa que tem interesse em fazer terrorismo espalhando mentira. A gente vê inclusive que muitas reclamações que são feitas, quando você entra no perfil da pessoa, você vai ver que é vincula da a um partido radical de esquerda, que a pessoa gosta de certos indivíduos que gostam de colocar terror nas pessoas”, afirmou o ministro.

Weintraub, no entanto, não apresentou provas sobre as declarações dadas por ele.

#erronosisu

A hashtag #erronosisu ficou em primeiro lugar nas Tendências do Twitter por conta da grande mobilização de estudantes que criticaram o sistema que usa as notas do Enem para selecionar ingressantes nas universidades. O Sisu estaria computando um mesmo estudante em duas listas – a 1ª opção e a 2ª opção -, fazendo com que as notas de corte dos cursos disparem.

O caso acontece em meio aos inúmeros erros identificados nas correções do Exame Nacional do Ensino Médio. O MPF chegou a pedir a suspensão do Sisu, do ProUni e do Fies – os três são baseados nos graus obtidos no Enem.

“Entender bem”

O ministro ainda tratou o caso como um “mal-entendido”. “Demos dois dias a mais para todo mundo entender bem como funciona”, disse ainda. As inscrições vão até domingo devido ao problema nas notas do Enem.

Assista ao vídeo:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum