O que o brasileiro pensa?
25 de dezembro de 2019, 21h04

Weintraub é ironizado após tentar justificar crítica a Bolsonaro

A "internet intermitente" de Weintraub não convenceu as redes sociais; veja a repercussão no Twitter

O ministro Abraham Weintraub - Foto: Reprodução/Twitter

O uso da “internet intermitente” por parte do ministro da Educação, Abraham Weintraub, para justificar a republicação de uma postagem do youtuber Nando Moura em que o presidente Jair Bolsonaro é chamado de “traidor” não convenceu as redes sociais. O chefe do MEC virou piada e foi bastante criticado nas redes sociais na noite desta quarta-feira (25).

“Estou em viagem, em um navio, com internet intermitente. Fico horas sem internet. Dei RT sem querer em um post. Evidentemente que foi um erro”, disse o ministro ao tentar se justificar após ser flagrado repostando mensagem que dizia que “Bolsonaro ao sancionar a emenda do FREIXO traiu não só o ministro Sérgio Moro mas TODO o povo brasileiro. Não existe mais nenhuma justiça neste país”.

A justificativa não colou e Weintraub logo virou meme. “Não fui eu, foi a internet intermitente”, ironizou o colunista Joel Pinheiro. “Ao menos no meu Twitter, para dar RT, é preciso clicar duas vezes, sendo a segunda delas para confirmar”, provocou o jornalista Guga Chacra.

O jornalista Guga Noblat destacou que o ministro é usuário assíduo das redes e não “poderia” cometer tal “deslize”. “Que Weintraub não saber conjugar o verbo “haver”, ok, ele já provou que não. Também comete erros básicos de português, é péssimo ao usar vírgulas, crase, hífen ou pontuações simples. Mas dizer que não sabe retuitar, justo a única coisa que ele fez nesse tempo de ministro’?”, disse.

Confira algumas reações:

https://twitter.com/WarleyFD/status/1209986602132484097

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum