O que o brasileiro pensa?
02 de junho de 2020, 12h26

Weintraub entra no coro da vitimização do Planalto e diz que sua casa foi apedrejada

O clima golpista levou ainda o ministro a tratar episódio onde foi alvo de protesto e vaiado no Pará como “ameaça”

Foto: Lula Marques

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, um dos mais notórios provocadores do governo do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ), costuma ofender de estudantes a chineses. Desta vez, no entanto, ele resolveu entrar no coral da vitimização do Palácio do Planalto. O ministro afirmou numa sequência, em sua conta do Twitter, nesta terça-feira (2), que ele e sua família têm recebido ameaças de morte e ofensas.

Weintraub diz ainda que ele, sua esposa e filhos tiveram seus celulares e dados pessoais violados: “Na madrugada anterior, objetos foram atirados em nossa sala e mais ameaças (filmado e B.O.). Vejam o grupo que nos ataca”.

De acordo com Weintraub, “isso tem se repetindo pelo Brasil. Muitas famílias patriotas estão sendo ameaçadas. Nossos lares não estão mais seguros. Querem nos calar”.

O clima golpista levou ainda o ministro a lembrar episódio onde foi alvo de protestos e vaiado em Santarém (PA): “Minha família já havia sido cercada no Pará por ongueiros profissionais. Isso não me deteve! Alerto meus irmãos brasileiros, os que não queimam nossa bandeira, para cuidarem da integridade física de suas famílias, porém que não recuem na defesa da LIBERDADE DE EXPRESSÃO!”

Ao que parece, ele parece mesmo preocupado com a sua segurança. De acordo com nota do site O Antagonista, “o Ministro da Educação, Abraham Weintraub, pediu restituição da taxa de R$ 528 para a renovação do certificado de registro da arma de fogo”.

Veja a sequência de Weintraub abaixo:

“Estava refletindo em silêncio. Todavia, ontem, eu, minha esposa e crianças tivemos celulares e dados pessoais violados. Recebemos ameaças de morte e ofensas. Na madrugada anterior, objetos foram atirados em nossa sala e mais ameaças (filmado e B.O.). Vejam o grupo que nos ataca.

Isso tem se repetindo pelo Brasil. Muitas famílias patriotas estão sendo ameaçadas. Nossos lares não estão mais seguros. Querem nos calar. Não me lamento, escolhi essa trilha. A luta pela LIBERDADE e a defesa da ordem é fundamental para termos um país onde criar nossos filhos.

Minha família já havia sido cercada no Pará por ongueiros profissionais. Isso não me deteve! Alerto meus irmãos brasileiros, os que não queimam nossa bandeira, para cuidarem da integridade física de suas famílias, porém que não recuem na defesa da LIBERDADE DE EXPRESSÃO!”


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum

#tags