#Fórumcast, o podcast da Fórum
21 de outubro de 2019, 21h05

Weintraub se compara a pedra e diz que “voa” e “não pensa”

Em evento da Bancada Evangélica, o ministro da Educação faz "pregação" e diz que não é nem Davi nem Golias, mas a pedra que foi tacada; Weintraub diz ainda que o músico Gabriel, O Pensador, é um dos responsáveis pela entrada da maconha no Brasil. Assista

Reprodução/YouTube

Em evento denominado “O novo Brasil na perspectiva cristã”, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, fez uma comparação curiosa ao citar a história bíblica de Davi e Golias. Em discurso de cerca de 25 minutos cheio de referências bíblicas na V Conferência para Agentes Públicos e Políticos Cristãos da Frente Parlamentar Evangélica no Congresso Nacional, nesta segunda-feira (21), o ministro disse ser a pedra que Davi teria usado para derrubar o gigante.

“Eu não sou o rei David que está enfrentando Golias. O presidente Bolsonaro é rei Davi que está enfrentando Golias. Eu sou a pedra que o rei Davi pegou do chão, colocou na funda e jogou para derrubar Golias. E a pedra não pensa, ela voa”, declarou o ministro durante a palestra. “O ministério da Educação e do Ensino é do povo do livro”, completou, em referência à Bíblia.

“Eu não brigo com a universidade, eu brigo com a pessoa que está lá transformando a universidade em um inferno”, disse também.

Weintraub, que subiu ao palco logo depois da ministra Damares Alves, disse ter ficado emocionado com o discurso da colega. Na explanação o ministro ainda citou o músico Gabriel, o Pensador, dizendo que a música “Maresia” é responsável pela entrada das drogas no Brasil e por uma epidemia de crack no país. “Ninguém começa no crack, você começa na maconha”, afirmou.

O PT e movimentos sociais também foram alvos de Weintraub. Ele caracterizou o PT como um “movimento totalitário de esquerda” que, “aliado com grandes famílias”, tenta dominar o Brasil “há 30 anos” e afirmou que o MST e o MTST são financiados pelos grande monopólios. “Se nós não soubermos aonde bater, aonde atacar, nós não vamos ganhar essa batalha”, disse ainda o ministro, que analisa o marxismo como “uma religião sem Deus”.

Weintraub ainda fez comentários polêmicos sobre questão LGBT, se referindo como pecado. “Roberta Close, por exemplo. Eu trataria Roberta Close como senhora, mas o DNA dela é de macho. A verdade científica é que ou é macho ou é fêmea. A ciência é meu escudo, a espada é a minha fé”, disse. “Esse livro diz a verdade. Sem a Bíblia a gente não sabe o que a gente é no mundo Ocidental”, afirmou, segurando um exemplar do livro religioso.

Confira a palestra de Weintraub:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum