Imprensa livre e independente
15 de junho de 2019, 12h05

Popularidade de Dallagnol está em baixa nas redes sociais

Grupo especializado mostra a parlamentares que o prestígio do promotor vem diminuindo

Senadores receberam em seus gabinetes um relatório feito por um grupo de especialistas que monitoram as redes sociais sobre a imagem do promotor do Ministério Público Federal Deltan Dallagnol. O documento mostra que desde que foram revelados os diálogos dele com o ex-juiz Sérgio Moro pelo The Intercept, a imagem do coordenador da força tarefa da Lava Jato só piora. O estudo aponta que a cada 100 mensagens endereçadas a Dallagnol pelo Twitter, apenas cinco mostram apoios irrestrito a ele. Todas as outras têm tom crítico e de ataques. Cenário bem diferente a que ele tinha no início do ano....

Senadores receberam em seus gabinetes um relatório feito por um grupo de especialistas que monitoram as redes sociais sobre a imagem do promotor do Ministério Público Federal Deltan Dallagnol. O documento mostra que desde que foram revelados os diálogos dele com o ex-juiz Sérgio Moro pelo The Intercept, a imagem do coordenador da força tarefa da Lava Jato só piora.

O estudo aponta que a cada 100 mensagens endereçadas a Dallagnol pelo Twitter, apenas cinco mostram apoios irrestrito a ele. Todas as outras têm tom crítico e de ataques. Cenário bem diferente a que ele tinha no início do ano. Em Janeiro, de 100 mensagens 73 eram positivas ao seu trabalho.

Sérgio Moro também está com a sua imagem afetada após as revelações de sua interferência junto a acusação do ex-presidente lula no julgamento do triplex no Guarujá. Se antes o atual ministro era visto como uma super-herói do combate da corrupção por parte da população brasileira, esse cenário vem mudando.

Pesquisa exclusiva da empresa Atlas Político mostra que o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, perdeu popularidade. O levantamento, feito online com 2.000 pessoas de todo o país (o resultado tem margem de erro de 2% para cima ou para baixo), mostra que 73,4% dos entrevistados tomaram conhecimento das conversas entre Moro e Deltan Dallagnol, divulgadas no último domingo, dia 9, pelo jornal The Intercept Brasil.

Veja também:  El País é o primeiro veículo internacional a confirmar veracidade das mensagens divulgadas pelo Intercept

Desses, 58% reconhecem que a prática de um juiz aconselhar e manter conversas privadas com membros da acusação ou defesa de um réu, sem o conhecimento da parte adversa, é incorreta. Somente 23,4% consideram esse comportamento correto. Outros 18,6% não opinaram.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum