Imprensa livre e independente
20 de maio de 2019, 11h29

Presidente da Comissão da Reforma afirma que ato do dia 26 é ‘surreal’

Marcelo Ramos afirmou que deputados do PSL atacam a tramitação da medida sem nem saber o que se passa na comissão

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
O deputado federal Marcelo Ramos (PR-AM), presidente da Comissão Especial da reforma da Previdência na Câmara, disse, nesta segunda-feira (20), que o ato marcado para o próximo domingo (26) é “surreal”, por investir contra o Congresso e contra o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Marcelo afirmou que deputados do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ), atacam a tramitação da medida sem nem saber o que se passa na comissão. “Os partidos de centro não são responsáveis pela falta de articulação do governo”, afirmou. Ele afirmou ainda que Maia é uma das pessoas que mais trabalham pela reforma. O...

O deputado federal Marcelo Ramos (PR-AM), presidente da Comissão Especial da reforma da Previdência na Câmara, disse, nesta segunda-feira (20), que o ato marcado para o próximo domingo (26) é “surreal”, por investir contra o Congresso e contra o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Marcelo afirmou que deputados do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ), atacam a tramitação da medida sem nem saber o que se passa na comissão. “Os partidos de centro não são responsáveis pela falta de articulação do governo”, afirmou.

Ele afirmou ainda que Maia é uma das pessoas que mais trabalham pela reforma. O deputado disse também a Câmara terá a responsabilidade que muitas vezes Bolsonaro não demonstra e aprovará a reforma.

Com informações do BR18

Veja também:  "Defensores de Sergio Moro estão usando o raciocínio que passaram os últimos 4 anos combatendo", diz Greenwald

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum