Imprensa livre e independente
04 de abril de 2017, 14h40

Pressionado, José Mayer admite assédio e pede desculpas: “Eu errei”

Ator escreveu uma carta reconhecendo suas atitudes; leia na íntegra.

Ator escreveu uma carta reconhecendo suas atitudes; leia na íntegra Por Redação O ator José Mayer se manifestou sobre a acusação de ter assediado sexualmente a figurinista Su Tonani, de 28 anos. A jovem publicou um texto no jornal Folha de S. Paulo relatando que foi chamada de “vaca” e tocada em suas partes íntimas dentro dos estúdios da TV Globo. Na tarde desta terça-feira (4), ele enviou uma carta aberta ao jornal EXTRA em que admite a atitude e pede desculpas. “Mesmo não tendo tido a intenção de ofender, agredir ou desrespeitar, admito que minhas brincadeiras de cunho machista...

Ator escreveu uma carta reconhecendo suas atitudes; leia na íntegra

Por Redação

O ator José Mayer se manifestou sobre a acusação de ter assediado sexualmente a figurinista Su Tonani, de 28 anos. A jovem publicou um texto no jornal Folha de S. Paulo relatando que foi chamada de “vaca” e tocada em suas partes íntimas dentro dos estúdios da TV Globo. Na tarde desta terça-feira (4), ele enviou uma carta aberta ao jornal EXTRA em que admite a atitude e pede desculpas.

“Mesmo não tendo tido a intenção de ofender, agredir ou desrespeitar, admito que minhas brincadeiras de cunho machista ultrapassaram os limites do respeito com que devo tratar minhas colegas. Sou responsável pelo que faço”, escreveu. No comunicado, Mayer se disse arrependido e prometeu mudar de postura.

Leia na íntegra:

Carta aberta aos meus colegas e a todos, mas principalmente aos que agem e pensam como eu agi e pensava:
Eu errei. Errei no que fiz, no que falei, e no que pensava. A atitude correta é pedir desculpas. Mas isso só não basta. É preciso um reconhecimento público que faço agora.

Mesmo não tendo tido a intenção de ofender, agredir ou desrespeitar, admito que minhas brincadeiras de cunho machista ultrapassaram os limites do respeito com que devo tratar minhas colegas. Sou responsável pelo que faço.

Tenho amigas, tenho mulher e filha, e asseguro que de forma alguma tenho a intenção de tratar qualquer mulher com desrespeito; não me sinto superior a ninguém, não sou.


Tristemente, sou sim fruto de uma geração que aprendeu, erradamente, que atitudes machistas, invasivas e abusivas podem ser disfarçadas de brincadeiras ou piadas. Não podem. Não são.


Aprendi nos últimos dias o que levei 60 anos sem aprender. O mundo mudou. E isso é bom. Eu preciso e quero mudar junto com ele.


Este é o meu exercício. Este é o meu compromisso. Isso é o que eu aprendi.


A única coisa que posso pedir a Susllen, às minhas colegas e a toda a sociedade é o entendimento deste meu movimento de mudança.


Espero que este meu reconhecimento público sirva para alertar a tantas pessoas da mesma geração que eu, aos que pensavam da mesma forma que eu, aos que agiam da mesma forma que eu, que os leve a refletir e os incentive também a mudar.


Eu estou vivendo a dolorosa necessidade desta mudança. Dolorosa, mas necessária.


O que posso assegurar é que o José Mayer, homem, ator, pai, filho, marido, colega que surge hoje é, sem dúvida, muito melhor.


José Mayer

Veja também:  Governo quer escalar Flávio Bolsonaro em Comissão do Senado para aprovar Eduardo como embaixador

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum