Imprensa livre e independente
20 de dezembro de 2018, 08h03

Procurador no Paraná, Adriano Fernandes diz que “basta um jipe, um cabo e um soldado” para fechar STF

Após repercussão, procurador apagou o post e disse que foi "brincadeira". Declaração é igual a que fez Eduardo Bolsonaro (PSL) durante a campanha eleitoral.

Reprodução
O procurador da República no Paraná Adriano Barros Fernandes disse nesta quarta-feira (19) que “basta um jipe, um cabo e um soldado” para fechar o Supremo Tribunal Federal, após decisão do ministro Marco Aurélio Mello de libertar presos em segunda instância. “Coitado de você que achava que o plenário era soberano”, completou o procurador em sua conta no Twitter. Ele apagou o post pouco depois. Indagado pela Folha de S.Paulo sobre a publicação, o procurador disse que estava fazendo uma brincadeira. “Não, não, de modo algum [defendo o fechamento do STF]. Pelo amor de Deus, foi um momento de fazer...

O procurador da República no Paraná Adriano Barros Fernandes disse nesta quarta-feira (19) que “basta um jipe, um cabo e um soldado” para fechar o Supremo Tribunal Federal, após decisão do ministro Marco Aurélio Mello de libertar presos em segunda instância. “Coitado de você que achava que o plenário era soberano”, completou o procurador em sua conta no Twitter. Ele apagou o post pouco depois.

Indagado pela Folha de S.Paulo sobre a publicação, o procurador disse que estava fazendo uma brincadeira. “Não, não, de modo algum [defendo o fechamento do STF]. Pelo amor de Deus, foi um momento de fazer ironia, uma brincadeira”, afirmou.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

A “brincadeira” fazia alusão à declaração do deputado federal eleito Eduardo Bolsonaro (PSL/RJ) – filho de Jair Bolsonaro (PSL) – que, durante uma palestra, pouco antes do primeiro turno, afirmou que se o STF impugnar a candidatura do pai “terá que pagar para ver o que acontece. Será que eles vão ter essa força mesmo? Se quiser fechar o STF você não manda nem um Jipe, manda um soldado e um cabo”.

Veja também:  Bolsonaro anuncia que seu filho Eduardo pode ser o embaixador nos EUA: "Ele fala inglês"

Fernandes é integrante do Ministério Público Federal, órgão que mais tarde recorreria da decisão de Marco Aurélio. A medida acabou sendo suspensa à noite pelo presidente do STF, ministro Dias Toffoli.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum