Imprensa livre e independente
19 de janeiro de 2018, 10h05

Professora de esquerda é selecionada para o BBB

A cientista política e militante de esquerda, Mara Telles é a novidade da nova versão do BBB. Curiosamente, outra participante, militante do PT no Acre, teve o seu nome vazado sem querer por uma afiliada. Esta, no entanto, a Globo não confirmou, mas a outra já é oficial

A cientista política e militante de esquerda, Mara Telles, é a novidade da nova versão do BBB. Curiosamente, outra participante, militante do PT no Acre, teve o seu nome vazado sem querer por uma afiliada. Esta, no entanto, a Globo não confirmou, mas a outra já é oficial Por Redação* A cientista política e militante de esquerda, Mara Telles, 53 anos, é a novidade da nova versão do Big Brother Brasil (BBB), da Rede Globo. A nova participante é, de acordo com o seu perfil no Facebook, professora no programa de Pós-Graduação em Ciência Política/Fafich/UFMG. Ajude a Fórum a fazer...

A cientista política e militante de esquerda, Mara Telles, é a novidade da nova versão do BBB. Curiosamente, outra participante, militante do PT no Acre, teve o seu nome vazado sem querer por uma afiliada. Esta, no entanto, a Globo não confirmou, mas a outra já é oficial

Por Redação*

A cientista política e militante de esquerda, Mara Telles, 53 anos, é a novidade da nova versão do Big Brother Brasil (BBB), da Rede Globo. A nova participante é, de acordo com o seu perfil no Facebook, professora no programa de Pós-Graduação em Ciência Política/Fafich/UFMG.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

Na sua linha do tempo não é nem um pouco difícil encontrar postagens contra o golpe que derrubou Dilma Rousseff e levou Michel Temer ao poder, manifestações feministas, contra as privatizações entre outras pautas progressistas.

No último dia 15, por exemplo, Mara, que chegou a colaborar com o site GGN, postou em sua linha do tempo:

“Nove dias para a decisão do TRF4. Nove dias para tornarem o Lula inelegível. Ai já começa o desmonte de um dos candidatos viáveis do PT, Haddad. Todavia, mãe Mara avisa: esse é só o primeiro ataque ao PT nesses dias antes do 24J. E eleição sem Lula é ou não é golpe?”

Veja também:  Seis meses de Bolsonaro: três debates e três perspectivas atravessam a esquerda

A sua filha Ana Luiza Telles, de 22 anos, gravou depoimento no Facebook anunciando a participação da mãe no programa. Para ela, Mara vai levar pautas muito importantes para o debate público e “eu, como filha vou dar todo o apoio e vim aqui pedir para vocês curtirem os perfis oficiais no Facebook e Instagram”, disse.

Militante do PT no Acre

Um outro fato curioso aconteceu nesta quinta-feira (18), quando uma outra participante, desta vez militante do PT no Acre, teve o seu perfil do BBB inadvertidamente vazado por uma afiliada. Gleici Damasceno é estudante de Psicologia de 22 anos, se define como “militante dos direitos humanos” e atua em comitês da Juventude do PT (Partido dos Trabalhadores) no Acre.

O vazamento atrapalhou o esquema da emissora de revelar os participantes por ordem alfabética (até as 16h, dois competidores tinham sido divulgados, Ana Paula e Breno).

A Globo não confirma o vazamento. No Facebook, a estudante de Psicologia publica e compartilha frases, fotos e denúncias contra machismo, racismo e homofobia. Ela também já protestou pela saída do atual presidente e gritou “Fora, Temer!” na rede social. A frase, aliás, foi a publicação mais recente dela no Instagram.

Veja também:  Quase 2 mil caminhoneiros se mobilizam para greve na segunda-feira

A suposta nova sister também publicou fotos ao lado do ex-presidente Lula e fez campanha para a eleição dele à Presidência da República em 2018.

Lula com Gleici – Foto Facebook

Foto: Reprodução Twitter

*Com informações do BOL

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum