Imprensa livre e independente
18 de março de 2016, 15h28

Professores de Gestão de Políticas Públicas da USP divulgam manifesto em favor da legalidade e da democracia

Docentes do curso de Gestão de Políticas Públicas da Universidade de São Paulo divulgam texto no qual “ressaltam a importância de que o trabalho de investigação observe o devido processo legal, respeite garantias individuais e preserve as instituições e valores democráticos, tão duramente conquistados pela sociedade brasileira”. Confira a íntegra Por Redação Manifesto em favor da Legalidade e da Democracia Nós, professoras e professores do Curso de Gestão de Políticas Públicas da Universidade de São Paulo abaixo-assinados, diante da grave situação política que se coloca para o país, manifestamos nossa apreensão com a ameaça à ordem institucional e nossa posição em...

Docentes do curso de Gestão de Políticas Públicas da Universidade de São Paulo divulgam texto no qual “ressaltam a importância de que o trabalho de investigação observe o devido processo legal, respeite garantias individuais e preserve as instituições e valores democráticos, tão duramente conquistados pela sociedade brasileira”. Confira a íntegra

Por Redação

Manifesto em favor da Legalidade e da Democracia

Nós, professoras e professores do Curso de Gestão de Políticas Públicas da Universidade de São Paulo abaixo-assinados, diante da grave situação política que se coloca para o país, manifestamos nossa apreensão com a ameaça à ordem institucional e nossa posição em defesa do Estado Democrático de Direito.

Ao mesmo tempo em que nos solidarizamos com a população indignada com as denúncias de corrupção que se sucedem há anos em nosso país, surgidas a cada nova investigação conduzida pelos poderes Judiciário e Legislativo – e que envolvem praticamente todos os principais partidos políticos – ressaltamos a importância de que o trabalho de investigação observe o devido processo legal, respeite garantias individuais e preserve as instituições e valores democráticos, tão duramente conquistados pela sociedade brasileira.

Veja também:  Méritos e idiossincrasias de Rubens Ewald Filho, precursor da crítica cinematográfica no Brasil

Repudiamos o enviesamento da cobertura midiática, pautada pela espetacularização dos fatos e pela tentativa de imputar culpabilidade antes das apurações e do amplo direito de defesa. Condenamos, portanto, a prática de vazamentos seletivos à imprensa de informações relativas às investigações, os quais ao fim e ao cabo resultam no progressivo esfacelamento da imagem de nossas instituições perante a opinião pública.

Preocupa-nos o clima de convulsão social, agravado a cada minuto. A legalidade e a democracia devem ser preservadas a todo custo, e não é admissível que a mídia, organizações da sociedade civil ou os diferentes movimentos que ocupam as ruas tomem para si o exercício da aplicação da justiça.

Chamamos a atenção para o imperativo da manutenção das garantias constitucionais, para a necessidade de construção do diálogo e para a importância de que todos os agentes públicos trabalhem pela efetivação dos preceitos previstos na Carta Magna promulgada em 1988.

São Paulo,18 de março de 2016

Prof. Dr. Agnaldo Valentin

Prof. Dr. Alessandro Soares da Silva

Prof. Dr. Alexandre Ribeiro Leichsenring

Veja também:  Julgamento no STF: Fachin vota contra um dos habeas corpus a Lula

Profª. Drª. Cecília Olivieri

Profª. Drª. Cristiane Kerches da Silva Leite

Prof. Dr. Danilo Tavares da Silva

Prof. Dr. Eduardo de Lima Caldas

Profª. Drª. Gislene Aparecida dos Santos

Prof. Dr. Jorge Alberto Machado

Prof. Dr. José Carlos Vaz

Prof. Dr. José Renato de Campos Araújo

Prof. Dr. Luiz Gustavo Bambini de Assis

Profª. Drª. Marta Maria Assumpção Rodrigues

Prof. Dr. Martín Jayo

Prof. Dr. Pablo Ortellado

Profª. Drª. Patrícia Maria Emerenciano de Mendonça

Profª. Drª. Renata Mirandola Bichir

Profª. Drª. Ursula Dias Peres

Profª. Drª. Vivian Grace Fernández-Dávila Urquidi

Prof. Dr. Wagner Palon Mancuso

Prof. Dr. Wagner Tadeu Iglecias

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum