Imprensa livre e independente
23 de maio de 2019, 14h11

Protesto derruba projeto para conceder título de cidadão petrolinense a Bolsonaro

"Como Petrolina vai conceder título de cidadão a um sujeito que já declarou ódio aos nordestinos?", indagou o vereador Gilmar Santos (PT). Nesta sexta-feira (24), Bolsonaro será recebido com protestos em sua primeira viagem ao Nordeste

Ato contra Bolsonaro na Câmara de Petrolina (Reprodução)
Um dia antes da chegada de Jair Bolsonaro (PSL) ao Nordeste, em sua primeira visita oficial à região após cinco meses de mandato presidencial, um protesto derrubou da pauta da Câmara Municipal de Petrolina (PE) a votação de um projeto do vereador Elias Jardim (PHS) para conceder título de “cidadão petrolinense” ao presidente. “Como Petrolina vai conceder título de cidadão a um sujeito que está comprometido em destruir o País? Como Petrolina vai conceder título de cidadão a um sujeito que já declarou ódio aos nordestinos? Como Petrolina vai conceder título de cidadão a um sujeito que tem indícios explícitos...

Um dia antes da chegada de Jair Bolsonaro (PSL) ao Nordeste, em sua primeira visita oficial à região após cinco meses de mandato presidencial, um protesto derrubou da pauta da Câmara Municipal de Petrolina (PE) a votação de um projeto do vereador Elias Jardim (PHS) para conceder título de “cidadão petrolinense” ao presidente.

“Como Petrolina vai conceder título de cidadão a um sujeito que está comprometido em destruir o País? Como Petrolina vai conceder título de cidadão a um sujeito que já declarou ódio aos nordestinos? Como Petrolina vai conceder título de cidadão a um sujeito que tem indícios explícitos de ligação com a milícia e os milicianos? Como é que Petrolina vai dar título de cidadão a um ser humano desastroso como esse?”, indagou no plenário o vereador Gilmar Santos (PT).

A Câmara ficou tomada de manifestantes carregando cartazes com a expressão “petrolinense não”.

Nesta sexta-feira (24), Bolsonaro estará no Recife para reunião com governadores dos estados nordestinos, de Minas Gerais e do Espírito Santo. Depois vai a Petrolina (PE), onde entrega imóveis do programa Minha Casa, Minha Vida e assina ordem de serviços para construção de dois viadutos e duplicação da BR-428.

Veja também:  Demitido, general Santos Cruz atira no governo Bolsonaro: “é um show de besteiras”

O presidente deve ser recebido com protestos nas duas cidades. A expectativa, contudo, é que Bolsonaro seja blindado da ação dos manifestantes.

No Recife, haverá um protesto organizado por estudantes da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco) em frente ao Instituto Ricardo Brennand, onde o presidente cumpre agenda.

O protesto terá carro de som, leitura de carta aberta ao presidente e até a queima de um caixão. Os manifestantes, no entanto, ficarão do lado de fora do prédio do instituto, que tem acesso controlado, e não chegarão perto do presidente.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum