Imprensa livre e independente
29 de março de 2019, 09h29

Rachel Sheherazade surpreende e condena ditadura ao mostrar fotos ultraviolentas

Entre outras, ela escreveu com ironia, diante da foto de Herzog enforcado: “não teve Ditadura. Nenhum inocente foi morto ou torturado. Nenhum jornalista foi perseguido”

Rachel Sheherazade. Foto: Reprodução
A jornalista e âncora do SBT, Rachel Sheherazade, conhecida por suas posições conservadoras, publicou, nesta sexta-feira (29), em sua conta do Twitter, uma sequência onde trata com ironia quem afirma que a ditadura no Brasil não foi violenta. Sheherazade mostra uma sequência de fotos chocantes de mortos, torturados, crianças presas e desaparecidas sempre acompanhadas de uma legenda que ameniza o fato. A primeira delas é do jornalista Vladimir Herzog enforcado, onde ela afirma: “Gente, vamo parar com mimimi. Não teve Ditadura. Nenhum inocente foi morto ou torturado. Nenhum jornalista foi perseguido”, escreve. Rachel Sheherazade tem surpreendido com as suas posições...

A jornalista e âncora do SBT, Rachel Sheherazade, conhecida por suas posições conservadoras, publicou, nesta sexta-feira (29), em sua conta do Twitter, uma sequência onde trata com ironia quem afirma que a ditadura no Brasil não foi violenta.

Sheherazade mostra uma sequência de fotos chocantes de mortos, torturados, crianças presas e desaparecidas sempre acompanhadas de uma legenda que ameniza o fato.

A primeira delas é do jornalista Vladimir Herzog enforcado, onde ela afirma: “Gente, vamo parar com mimimi. Não teve Ditadura. Nenhum inocente foi morto ou torturado. Nenhum jornalista foi perseguido”, escreve.

Rachel Sheherazade tem surpreendido com as suas posições atuais. Até pouco tempo, sempre teve posições consideradas de extrema-direita. Em 2014, por exemplo, a apresentadora causou revolta ao defender a ação de “justiceiros” que agrediram um suspeito de assalto e o deixaram nu, preso a um poste, no Rio de Janeiro.

Em seu comentário no ‘SBT Brasil’, a jornalista disse que a atitude era compreensível. “O Estado é omisso, a polícia desmoralizada, a Justiça é falha. O que resta ao cidadão de bem, que ainda por cima foi desarmado? Se defender, é claro”, disse à época.

Veja também:  Para Pedro Cardoso, classe média se uniu ao fundamentalismo religioso em busca de ascensão: "É fascismo"

Já em 2017, ela comentou uma postagem do guru da direita, Olavo de Carvalho, que afirmava que o Estado defende criminosos e impede os cidadãos de “fazerem justiça com as próprias mãos”. Ao concordar com a declaração, a apresentadora elogiou Carvalho e lembrou do caso ocorrido há três anos.

Veja a sequência abaixo:

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum