“Aos canalhas, com carinho…”: Um recado no Dia do Jornalista

Verdugos e pilantras da pátria, vocês precisarão muito mais do que um líder tosco e autoritário para nos amordaçar. A liberdade é muito mais funda do que esse precipício – Por Henrique Rodrigues

Aos canalhas, com carinho…

Neste 7 de Abril de 2021, Dia do Jornalista, com toneladas de mortes se acumulando diariamente e com um país arrasado pela ignorância e vilania impostas a fórceps por um escroque que se envaidece do próprio mau-caratismo, saúdo todos os colegas que vêm diariamente sofrendo as agruras de um governo travestido de democracia, mas que emula as mais grotescas ditaduras.

No Brasil parido a partir das trapaças inconsequentes do Golpe de 2016, que gestou o monstro do fascismo retrô, levar informação aos brasileiros tornou-se uma das mais difíceis tarefas. Primeiro pela inundação de mentiras, pulverizadas pela máquina incansável das redes de ódio e de desinformação. Depois, pela indisfarçável sanha por mordaças que o dejeto autoritário depositado no Planalto, resquício da assassina Ditadura Militar, tenta nos impor.

É desnecessário dizer que nada disso tem funcionado até aqui. Seus gritos, ameaças, coações e a mofada Lei de Segurança Nacional só serviram mesmo de autofalante. Tentar calar a boca só faz com que o grito seja amplificado pela alma. Em cada redação digna deste país há um jornalista a quem vocês não farão calar.

O Brasil não terá mais nenhum Vladimir Herzog. Aquele cinto forjado que fora passado em seu pescoço assombrará perpetuamente a borra ditatorial que ressurgiu do lixo da História, como uma fênix às avessas, para atormentar a civilização e a democracia brasileiras no século XXI.

Verdugos e pilantras da pátria, vocês precisarão muito mais do que um líder tosco e autoritário para nos amordaçar. A liberdade é muito mais funda do que esse precipício.

Vocês podem até apagar a luz e trancar as janelas, mas de forma alguma conseguirão impedir o nascer do sol.

Cordialmente,

Henrique Rodrigues

Avatar de Henrique Rodrigues

Henrique Rodrigues

Jornalista e professor de Literatura Brasileira.