quarta-feira, 28 out 2020
Publicidade

Finalmente um governo Cristão! Aleluia!

Leia na coluna do pastor Zé Barbosa Jr: "Um governo cristão, que sabe que, em Cristo, 'não há nada oculto que não venha à luz' e de que 'conhecereis a verdade e A VERDADE vos libertará', saberemos, enfim, por que o Queiroz depositou R$ 89.000,00 na conta da Michelle?"

Confesso que quase não consegui dormir de ontem para hoje, após o tweet do Jair:
“- O Estado é laico.

  • Respeitamos a todos.
  • Mas o nosso Governo é CRISTÃO.”

Fiquei realmente emocionado, porque isto significa que haverá uma mudança radical a partir de agora em todas as políticas que até o momento prevalecem nesse (des)governo. Que maravilha saber que o governo é CRISTÃO.

É lindo pensar que Damares, por exemplo, será demitida de um Ministério do qual ela nunca deveria estar à frente, porque a fé cristã jamais premiaria com um ministério dessa grandeza uma pessoa que passou a sua vida política toda (mais de 20 anos) em articulações mentirosas, espalhando mentiras pelas igrejas. Cristo disse que “o pai da mentira é o diabo”, logo, um governo cristão não pode compactuar com isso.

Emociona-me pensar que, finalmente, as grandes fortunas serão taxadas e haverá a tão sonhada Reforma Agrária, partindo do princípio cristão de que “a quem muito foi dado, muito será cobrado”, e também da distribuição de riquezas para os mais necessitados, lembrando a narrativa cristã de que “Não havia uma só pessoa necessitada entre eles, pois os que possuíam terras ou casas as vendiam, (…) e repartiam conforme a necessidade de cada um.”

Nem consigo imaginar a alegria de ver o Pantanal e a Amazônia devidamente respeitados, pelo mandato cultural/ecológico que paira sobre a fé cristã de cuidado da terra, exposto no poema da criação: “Façamos os seres humanos à nossa imagem, de forma que reflitam a nossa natureza, para que sejam responsáveis pelos peixes no mar, pelos pássaros no ar, pelo gado e, claro, por toda a terra, por todo animal que se move na terra.”

Não caibo em mim de tanta felicidade ao saber que esse governo, por ser cristão, saciará a fome no país com políticas públicas de segurança alimentar, que garantirá o acesso a água potável e a saneamento básico, um sistema de saúde público decente e operante, o acolhimento a estrangeiros e o cuidado de todos aqueles que estão em nosso ultrapassado e perverso sistema prisional, cumprindo assim a palavra de Cristo: “Eu estava com fome, e vocês me alimentaram; Eu estava com sede, e vocês me deram de beber; Eu estava sem casa, e vocês me deram um quarto; Eu estava com frio, e vocês me deram agasalho; Eu estava doente, e vocês me visitaram; Eu estava preso, e vocês vieram me ver.”

Que maravilha pensar que, por ser cristão, esse governo será totalmente laico, entendendo o que Jesus quis dizer quando disse “meu reino não é deste mundo”, ou seja, o “Reino de Deus” não tem pretensões políticas de domínio e nem se manifesta na marra, impondo a sua vontade a quem crê diferente, e de uma vez por todas entende que “César” e “Deus” são incompatíveis. “A César o que é de César e a Deus o que é de Deus.”

E, por fim, encantado diante dessa inexorável experiência de um governo cristão, que sabe que, em Cristo, “não há nada oculto que não venha à luz” e de que “conhecereis a verdade e A VERDADE vos libertará”, saberemos, enfim, por que o Queiroz depositou R$ 89.000,00 na conta da Michelle?

Aleluia! Amém!

*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Fórum

Zé Barbosa Junior
Zé Barbosa Junior
Teólogo, pastor da Comunidade Cristã da Lapa, escritor, membro do Comitê Estadual de Defesa da diversidade religiosa de MG