Raphael Silva Fagundes

27 de março de 2019, 23h07

Loucos esquerdopatas: Einstein, Marie Curie, Luther King Jr., Sartre…

Raphael Fagundes: “A distribuição da riqueza produzida pelas máquinas para o físico teórico Stephen Hawking é algo lógico e ideal, similar ao que pensava Marx”

Foto: Reprodução

Uma vez perguntaram ao astrofísico Carl Sagan se ele era socialista. Ele respondeu: “Eu não tenho certeza o que seria um socialista, mas eu acredito que o governo tem a responsabilidade de cuidar das pessoas”. Muitos acham que o socialismo é a extinção da propriedade privada. Isso não é verdade. Marx e Engels diziam que a propriedade privada já havia sido extinta para 9/10 da população. O que defendem é que esse modelo que concentra a propriedade (capitalista) é que deve ser extinto.

Continuando com Sagan: “Eu não estou falando de caridade, mas de tornar as pessoas autossuficientes, capazes de se cuidar”. É justamente disto que se trata o socialismo, o governo precisa conter a concentração, distribuir as riquezas para que as pessoas possam ser capazes de se cuidar sozinhas.

Sagan fala dos milhões gastos em filmes que poderiam ser usados “para educar, para ajudar, para trazer às pessoas uma sensação de autoconfiança”. O mesmo pensava Albert Einstein. “A produção é realizada com a finalidade do lucro, não com a do uso”. “O lucro como motivação, em conjunto com a concorrência entre os capitalistas, é responsável por uma instabilidade na acumulação e utilização do capital, a qual leva a crises cada vez mais graves”.

Veja também:  Dilma Rousseff: "A soberania queima junto com a Amazônia e a venda da Petrobras"

Em seguida, em seu artigo intitulado “Por que socialismo”, o físico teórico conclui: “Essa deformação dos indivíduos, eu a considero o pior dos males do capitalismo. Nosso sistema educacional inteiro sofre desse mal. Uma atitude competitiva exagerada é inculcada no estudante, que, como preparação para sua futura carreira, é treinado para idolatrar um sucesso aquisitivo”.

A distribuição da riqueza produzida pelas máquinas para o físico teórico Stephen Hawking é algo lógico e ideal, similar ao que pensava Marx. Vamos deixar que o físico fale: “Se as máquinas produzirem tudo o que precisamos, o resultado vai depender de como as coisas serão distribuídas. Todos podem usufruir de uma vida de luxo e prazer se a riqueza produzida pelas máquinas for compartilhada, ou a maioria das pessoas pode acabar miseravelmente pobre, caso a pressão dos proprietários das máquinas contra a distribuição da riqueza obtenha êxito. Até agora, a tendência parece seguir na segunda opção, com a tecnologia conduzindo a uma desigualdade cada vez maior”.

Os alunos de Robert Oppenheim diziam que ele leu “O Capital, de Marx, inteiro em uma viagem de trem. Pode ser boato, mas é fato que o presidente Dwight Eisenhower o afastou de suas atividades em 1954 por mostrar-se simpático ao comunismo. Oppenheim contribuiu para a construção da bomba atômica, porque foi convencido de que os nazistas poderiam produzi-la primeiro. Mais tarde arrependeu-se da sua invenção devido ao uso sanguinário da mesma nas mãos do Exército norte-americano.

Veja também:  Glenn Greenwald tuita e comenta sequência de vídeos de Frota no Roda Viva

Marie Curie, grande cientista do século XX, com dois prêmios Nobel, contribuiu para o movimento feminista. Até hoje inspira mulheres em várias partes do mundo.

Você pode até não concordar com o socialismo, mas o “fato científico” é que muita gente que contribuiu para a evolução da mente humana era socialista. Sartre, filósofo francês de extrema influência, dizia: “Se os comunistas têm razão, então eu sou um louco solitário em vida. Se eles estão errados, então não há esperanças para o mundo”. Você pode discordar do socialismo, mas ele é a única ferramenta capaz de combater as atrocidades promovidas pelo capital. É uma questão lógica para os físicos e uma questão de esperança para os filósofos.

Martin Luther King Jr, o pastor evangélico que lutou pelos direitos civis dos negros, dizia que “a luta central nos EUA é a luta de classes” e que “o capitalismo chegou ao fim de sua utilidade histórica. Chegou a hora de os grupos privilegiados deixarem um pouco seus milhões”. Mais socialista que essa ideia é impossível.

Veja também:  Bolsonaro divulga vídeo sobre caça de baleias em ilha da Dinamarca para culpar a Noruega

De acordo com a tese do psiquiatra norte-americano, Lyle H. Rossiter, ser de esquerda é uma doença mental. Mas como Sêneca dizia, “se me apetece rir de um louco, não preciso de ir procurar muito longe; rio de mim mesmo”. Talvez Einstein, Luther King Jr e outros rissem como Sêneca também. Mas se estas mentes, ao lado de Gabriel Garcia Marques, José Saramago, Oscar Wilde, Frida Kahlo, Pablo Picasso e tantos outros, são loucas, prefiro ser louco a ser são, como Alexandre Frota, Olavo de Carvalho e Danilo Gentile.

*Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Fórum.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum