O que o brasileiro pensa?
13 de julho de 2020, 17h54

Pra começo de conversa

Leia na estreia do teólogo Zé Barbosa Jr. como colunista da Fórum: "Nem tudo é vergonhoso no passado evangélico, muito pelo contrário, há muito do que se orgulhar"

O teólogo Zé Barbosa Jr. é o novo colunista da Fórum

É com enorme alegria que assumo a responsabilidade de uma coluna na Fórum. E num momento tão delicado da politica nacional, onde a religião é instrumento de opressão e pressão e ser evangélico progressista é quase ser condenado à fogueira nos tribunais virtuais eclesiásticos.

Mas, ao contrário do novo ministro da educação (aqui as minúsculas são propositais) que começou uma maratona desesperada para apagar os vídeos/erros do passado, eu faço questão de, me valendo de um texto bíblico, “trazer à memória aquilo que me dá esperança”. Nem tudo é vergonhoso no passado evangélico, muito pelo contrário, há muito do que se orgulhar… E esse meu primeiro texto vem carregado dessa memória desse passado:

Em nome dos separatistas ingleses, que deram origem à Igreja Batista, que 180 anos antes da Revolução Francesa já empunhavam a bandeira da total separação entre Igreja e Estado, resistirei…

Em memória dos metodistas ingleses, que cansados da exploração que viam os “irmãos” sofrendo, ergueram as vozes e, lutando por direitos trabalhistas, viram surgir em seu meio as sementes dos movimentos sindicais, resistirei…

Por Frida Vingren, vergonhosamente apagada da história das Assembléias de Deus por defender a emancipação das mulheres, e isso na década de 1920, resistirei…

Em respeito à trajetória e vida de Martin Luther King Jr, pastor batista e um dos maiores nomes da luta antirracista na história mundial, resistirei…

Ajoelhado diante da grandeza de Rosa Parks, diaconisa da Igreja Episcopal Metodista Africana, nos EUA, que resistiu a uma lei injusta, foi presa e teve, para sempre, seu nome cravado na história da humanidade, resistirei…

Em memória de Jaime Wright, pastor presbiteriano que resistiu bravamente à Ditadura Militar, e que, como denúncia profética escreveu, com Dom Paulo Evaristo Arns, “Brasil, Nunca Mais”, resistirei…

Por fim, em nome de Jesus, o pobre de Nazaré, o jovem da periferia, a pedra no sapato dos religiosos que se alinhavam ao poder opressor do Império, o preso político torturado e morto pelo Estado, com as bençãos da religião, resistirei…

Porque a História está do nosso lado, todos eles estão aí, ainda vivos em nossas lutas e nos enchendo de esperanças e utopias.

Termino com uma frase do querido Frei Betto, que tem sido o meu lema nesses tempos: “guardemos o pessimismo para dias melhores”.

Pra começo de conversa, resistiremos…

*Esse artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Fórum.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum