Seleção oficial do 11º Cinefantasy: Festival Internacional De Cinema Fantástico – Por Filippo Pitanga

O maior e principal festival brasileiro de cinema fantástico divulga filmes selecionados para sua 11ª edição, que acontece de 16 a 29 de abril de 2021

O 11º Cinefantasy já chega com inúmeras novidades para os cinéfilos de prontidão, como a Première Nacional dos filmes Porcelana, de Jenneke Boeijink (Holanda), Morgana, deIsabel Peppard e Josie Hess (Austrália), e a estréia na direção de longas de ficção do assistente de direção do multipremiado “O Filho de Saul”, Balázs Krasznahorkai, com o filme Ravina (Hungria), entre outros… Além de contar como filme de abertura com Horror Noire: A História Do Horror Negro, dirigido por Xavier Burgin, e baseado no livro “Horror Noire: Blacks in American Horror Films, da década de 1890 até o presente”, que será exibido no dia 16/04.

O CINEFANTASY, considerado o maior e o principal festival brasileiro de cinema fantástico, anuncia a seleção de filmes para a sua 11ª edição. O evento, que acontece de 16 a 29 de abril, online, na plataforma Belas Artes à La Carte (www.belasartesalacarte.com.br), recebeu mais de 780 inscrições de 69 países, onde foram selecionados um total de 140 filmes, entre longas e curtas.

Em Première Nacional, os filmes Porcelana, de Jenneke Boeijink (Holanda), selecionado para o Festival Internacional de Roterdã; Ravina, de Balázs Krasznahorkai (Hungria), e Morgana, de Isabel Peppard, Josie Hess; Amigo, de Óscar Mártin (Espanha), Coração Dilatado, de Parish Malfitano (Austrália), Mãe, Sou Amiga De Fantasmas, de Sasha Voronov (Rússia), Playdurizm, de Gem Deger (República Tcheca), Os Guardiões Do Tempo, de Alexey Telnov (Rússia), Post-Mortem, de Péter Bergendy (Hungria), Sayo, de Jeremy Rubier (Canadá), serão exibidos pela primeira vez no festival. 

Já os filmes brasileiros A Senhora Que Morreu No Trailer, de Alberto Camarero e Alberto de Oliveira, Como Vivem Os Bravos, de Daniell Abrew, Rodson Rodson Ou (Onde O Sol Não Tem Dó) de Cleyton Xavier, Clara Chroma e Orlok Sombra, Rosa Tirana, de Rogério Sagui, Voltei!  de Ary Rosa e Glenda Nicácio, inéditos no circuito comercial, também estão entre os selecionados de longa-metragem. (Veja a lista completa abaixo).

O festival apresenta 13 mostras competitivas de curtas-metragens divididas em Mulheres FantásticasHorrorFicção CientíficaFantástica Diversidade, Fantástico Black PowerFantasteenFantasiaEstudanteBrasil Fantástico, Amador, Pequenos FantásticosEspanha Fantástica e Animação. Entre eles, os curtas República, de Grace Passô (Mostra Fantastic Black Power – Brasil), Emaranhado, de M.Noe (Fantástica Diversidade – Myanmar), e Anatidaephobia, de Alon Newman (Fantasteen- Israel).

Os selecionados concorrem ao Troféu José Mojica Marins e outros prêmios. Os filmes brasileiros vencedores são indicados para o disputado Prêmio FANTLATAM, premiação internacional da Alianza Latinoamericana de Festivales de Cine Fantastico.

abertura acontece no dia 16 de abril com a exibição do filme Horror Noire: A História Do Horror Negro, dirigido por Xavier Burgin, e baseado no livro de não ficção de 2011, “Horror Noire: Blacks in American Horror Films, da década de 1890 até o presente”, de Robin R.Means Coleman.

A programação conta ainda com uma homenagem aos 80 anos de Neville D’Almeida, um dos maiores ícones do cinema nacional e responsável por recordes de bilheterias com os filmes “A Dama do Lotação”, “Matou a Família e Foi ao Cinema”, “Navalha na Carne”, entre outros sucessos. 

Publicidade

O Cinefantasy é o primeiro festival do mundo a criar mostras permanentes voltadas para políticas afirmativas como as mostras Mulheres Fantásticas, Fantástica Diversidade (LGBTQIA+), e Fantastic Black Power (dedicada exclusivamente a filmes dirigidos por realizadores negros). A curadoria é composta por 14 profissionais especializados em cinema e o júri técnico é composto por 45 profissionais do audiovisual, que inclui nomes como Emilio Bustamante, crítico, pesquisador e cineasta (Perú), Leopoldo Muñoz, crítico, pesquisador e escritor (Chile), e Claudia Ruiz, cineasta, roteirista e produtora (Argentina).

A arte do cartaz desta edição é assinada pelo artista Robson Fonseca, natural do Amapá e radicado em Belém (PA), que atua no mercado audiovisual criando e realizando conteúdos multimídia há mais de 20 anos como roteirista e diretor de documentários, ficções, videoclipes e séries. Atualmente, trabalha no projeto de Graphic Novel 1977 Antes da Operação Prato.

Publicidade

Em breve será divulgada a programação completa, com muitas surpresas e novidades! Confira a lista completa com as especificações técnicas de cada filme clicando aqui.

Serviço:

11º CINEFANTASY – de 16 a 29 de ABRIL de 2021

Onde: Belas Artes à La Carte – www.belasartesalacarte.com.br

Realização:

Ministério do Turismo, Secretaria Especial da Cultura, Proac, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, e FlyCow.

* A arte desta edição é assinada pelo artista Robson Fonseca;

**Este artigo não reflete, necessariamente, a opinião da Revista Fórum.

Avatar de Filippo Pitanga

Filippo Pitanga

Jornalista e advogado, crítico, curador e professor de cinema

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR