Adnet responde críticas de Mário Frias e da Secom: “Galvão!”

Secretário de Cultura do governo Bolsonaro não gostou a paródia feita pelo humorista, que usou o meme que faz referência ao narrador Galvão Bueno e ao repórter Tino Marcos para responder

Publicidade

Após receber críticas de Mário Frias e e ataques da Secretaria de Comunicação (Secom) do governo Bolsonaro por conta da imitação que fez do secretário de Cultura, o humorista Marcelo Adnet economizou as palavras, mas não a ironia, para responder, na tarde deste sábado (5).

“Galvão!”, tuitou Adnet. A resposta curta, na verdade, é um meme que faz referência à maneira como o repórter Tino Marcos, da Globo, se comunicava com o narrador Galvão Bueno quando algum jogador se machucava durante uma partida. Prontamente internautas responderam o humorista: “Diga lá, Tino!”, “sentiu!”.

Entenda o caso

A Secretaria de Comunicação da Presidência da República fez uma sequência de tuítes neste sábado (5) com ataques ao humorista Marcelo Adnet em razão de paródia publicada na sexta-feira a um vídeo do secretário Especial de Cultura, Mário Frias.

“Erramos. Acreditamos que seria possível unir todo o país em torno de bons valores e de bons exemplos. Afinal, ninguém é contra a bondade, o amor ao próximo, o sacrifício por inocentes, certo? Errado! Infelizmente, há quem prefira parodiar o bem e fazer pouco dos brasileiros”, escreveu a Secom.

“Começamos a série UM POVO HEROICO dia 3, quando estreamos com um belo vídeo protagonizado pelo secretário de Cultura Mario Frias, que ajudou também com o roteiro e até na produção. Tudo feito em casa, sem custos adicionais, só com o amor e a competência de servidores dedicados”, diz ainda.

Frias também usou as redes para atacar o humorista. Entre as ofensas compartilhadas pelo ex-ator de malhação estão:“garoto frouxo e sem futuro”, “criatura imunda”, “crápula”, “judas”, “palhaço decadente que se vende por qualquer tostão”, “idiota egoísta” e “bobão”. “Onde eu cresci ele não durava um minuto”, disse ainda.

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR