terça-feira, 29 set 2020
Publicidade

Bernardo Kuster, influenciador bolsonarista, perde monetização de seu canal no Youtube

Por Julia Cachapuz

O youtuber bolsonarista Bernardo Kuster teve seu canal do Youtube desmonetizado pela rede social do Google Após ser denunciado por um levantamento feito pelo jornal O Globo. Ele foi acusado, junto com outros blogueiros, de receber verbas estatais para motivar propagandas pró-Bolsonaro, defender pautas da extrema direita brasileira, como um novo golpe civil militar no país e o fechamento do STF, além de espalhar fake News nas redes. 

O influenciador já havia sido “retido” no Twitter, sob ordem jurídica brasileira, por violar as diretrizes de segurança do site, e agora enfrenta a decisão do Youtube por apresentar conteúdo “nocivo” e “duvidoso” em seus vídeos, como foi explicitado pelo Google, após ter a postura questionada por Bernardo Kuster.

Em julho deste ano, o blogueiro bolsonarista já havia liberado um vídeo em suas mídias sociais onde comentava o episódio, dizendo estar sofrendo censura, em decorrência do decreto de desmonetização de seu canal na mídia social.

O blogueiro reclamou que foi censurado.

Com informações do Globo e da Isto É Dinheiro

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.