terça-feira, 29 set 2020
Publicidade

Bolsonarista que filma e desrespeita mulheres na Zona Sul do Rio é flagrado em novo vídeo

Uma nova investigação foi aberta pela Polícia Civil do Rio de Janeiro para apurar mais um caso de vídeo na internet no qual são feitos comentários sobre o corpo de uma mulher que se exercitava na Lagoa Rodrigo de Freitas, na Zona Sul do Rio.

Desta vez, a gravação foi realizada em julho, sem que a vítima percebesse e sem o seu consentimento.

O mesmo Ricardo Roriz, de uma postagem anterior feita também na lagoa, foi denunciado pela nova vítima.

Roriz é proprietário do perfil “Loja de Militaria”, que divulga local que vende “itens genuínos governamentais norte-americanos”. O perfil tem várias postagens de apoio ao presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ).

Ele já teve encontro com o vereador Carlos Bolsonaro e, na oportunidade mostrou sua tatuagem com o rosto de Jair Bolsonaro na sua perna.

A gravação desta nova denúncia foi realizada em julho. Ela aconteceu após a repercussão da investigação aberta pela 12ª DP (Copacabana) sobre a exposição de um vídeo em que a advogada Mariana Magro aparece fazendo acrobacias de ioga com uma amiga.

No vídeo em questão, Roriz filma e se dirige ao amigo como “Celsão”, que faz gestos obscenos enquanto olha as meninas.

“A segunda vítima compareceu à delegacia. Ela é amiga da Mariana, também pratica ioga no mesmo local e também foi filmada por ele com zoom no seu corpo. Houve comentários negativos, bem desagradáveis”, disse a delegada Valéria Aragão ao G1.

“Ela se incomoda, assim como Mariana; ela se sentiu ofendida, aviltada na sua condição de mulher por estar praticando exercício físico ao ar livre e ser exposta dessa forma em uma rede social com muitos seguidores. Ele nitidamente realça determinadas partes do corpo da jovem”, completou a chefe da investigação.

Com informações do G1

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.