Conta retida: Twitter derruba perfis de Allan dos Santos a mando da Jusitça

Rede social baniu o perfil original, que já havia sido suspenso, e o segundo perfil, criado por Santos para driblar a derrubada do primeiro

Cumprindo ordens judiciais, o Twitter derrubou duas contas do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, acusado de ser um dos comandantes da milícia virtual que propaga fake news e discurso de ódio nas redes sociais.

Na manhã deste sábado (9), os dois perfis do bolsonarista apareciam como “conta retida”.

“A conta de foi retida, em todo o mundo, em resposta a uma demanda legal no Brasil”, diz o texto publicado pelo Twitter no perfil original, que já havia sido suspenso, e no segundo perfil, criado por Santos para driblar a derrubada do primeiro.

Golpe de estado com Bolsonaro

Investigação da Polícia Federal no inquérito da milícia digital revela que Santos incentivou Jair Bolsonaro (sem partido) a dar um golpe de Estado durante os atos antidemocráticos entre abril e maio de 2020.

“A partir da posição privilegiada junto ao presidente da República e ao seu grupo político, especialmente os Deputados Federais Bia Kicis, Paulo Eduardo Martins, Daniel Silveira, Caroline de Toni e Eduardo Bolsonaro, dentro outros, além e particularmente o Ten-Cel. Mauro Cesar, ajudante de ordens do Presidente da República, a investigação realizada pela Polícia Federal apresentou importantes indícios de que Allan dos Santos tentou influenciar e provocar um rompimento institucional”, revela o inquérito.

O blogueiro fugiu para os EUA após denúncias apresentadas no inquérito das fake news conduzido pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Notícias relacionadas

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.