O que o brasileiro pensa?
02 de julho de 2020, 10h29

Economista Samy Dana ataca greve dos entregadores de Apps e internet reage

Dana foi demitido da Globo após ser revelado que teria feito consultoria, junto com Dony De Nuccio, para o Bradesco no valor de R$ 7 milhões

Foto: Reprodução TV Globo

O economista e ex-comentarista da GloboNews, Samy Dana, fez uma sequência, nesta quarta-feira (1), em sua conta do Twitter, com várias críticas à greve dos entregadores por aplicativos e acabou sendo muito criticado nas redes. Dana afirmou, entre outras coisas, que a sindicalização não resolverá os problemas da categoria.

O economista diz ainda que “no caso dos motoboys o valor que recebem por entrega é baixo por duas razões: a) trata-se de um trabalho pouco especializado b) temos muita oferta de mão de obra devido ao desemprego ou subocupação que assolam o país”.

E prossegue, com ironia: “A melhor forma de combater seria os justiceiros sociais criarem um aplicativo pagarem mais por entrega. Fica a dúvida, é possível fazer isso sem aumentar o preço da corrida? Se aumentar, quantos parariam de usar esse serviço?”

E volta a criticar a sindicalização: “Se o sindicato estabelecesse R$ 50 reais por corrida como valor mínimo, as empresas aumentariam os valores cobrados. Será que a demanda seria a mesma? Ou será que quebraríamos as empresas e, por conseguinte, os entregadores ficariam sem renda?”

“Além disso, o sindicado cobraria um valor que seria pago e aumentaria o custo do serviço. Enfim, é muito mais fácil arrumar os problemas na lacrosfera do que na realidade. O mundo real é mais complexo e talvez essas medidas que tragam consequências não intencionais…”, finaliza.

Contrato de R$ 7 milhões

Dony De Nuccio e Samy Dana eram sócios na empresa de comunicação Prime Talk, e deixaram a Globo juntos, após terem violado o código de conduta da emissora. Dony entregou carta de demissão e Dana não teve seu contrato renovado. A empresa teria faturado R$ 7 milhões com vídeos e palestras produzidos para o Banco Bradesco ao longo de dois anos, o que fere contrato e princípios editoriais da emissora.

Sobre o caso, Dana afirmou, em entrevista à Rádio Jovem Pan: “Eu tinha um contrato e a Globo cumpriu tudo, mas na hora de renovar, eles não queriam que eu fizesse consultoria. No meu contato podia fazer consultoria, palestra, mas eu não podia fazer publicidade coisa que eu nunca fiz. Na renovação, eles disseram que eu não poderia mais fazer consultoria e palestras. Diante disso, eu achei que não seria interessante renovar e eu não renovei”, esclareceu Samy.

“Eu era pessoa jurídica e eles têm todos os direitos de mudar. Mas eu não aceitei. A política da Globo era uma, mas quando eu fui renovar, eles mudaram”, contou.

A internet não perdoou o discurso do economista. Veja as reações abaixo:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum