O que o brasileiro pensa?
24 de junho de 2020, 15h16

Em 1 mês, Sleeping Giants já tirou 440 mil de receita de sites e blogueiros de fake news

O movimento foi criado em 18 de maio e já mobilizou dezenas de empresas e derrubou vaquinhas virtuais bolsonaristas

Reprodução

O movimento Sleeping Giants Brasil, que consiste em fazer empresas desativarem anúncios automáticos reproduzidos em sites que disseminam notícias falsas e discurso de ódio, publicou uma balanço em suas redes sociais na terça-fera (23) detalhando o montante financeiro que conseguiu retirar durante os meses de maio e junho.

Segundo dados divulgado pelo grupo, as ações mobilizadas contra os sites Jornal da Cidade Online, Conexão Política e contra os blogueiros Sara Winter e Bernardo Kuster – alvos do inquérito das fake news no Supremo Tribunal Federal – somaram R$ 447.612.

Assim como o original, dos EUA, o movimento busca alertar as empresas de que a publicidade de seus produtos aparecem, de forma automática, em sites de extrema direita e/ou de fake news. Criado em 18 de maio, o perfil do grupo já possui 357 mil seguidores e mobilizou dezenas de marcas – incluindo órgãos públicos.

“Foram retirados em apenas um mês de Sleeping Giants Brasil aproximadamente R$448.000,00 das Fake News e discursos odiosos.
Agradecemos todos que nos ajudaram e pedimos pra que continuem com o #SleepingGiantsBrasil”, tuitou o movimento.

O Jornal da Cidade Online, primeiro alvo do grupo e conhecido como um dos maiores sites de fake news do país, perdeu cerca de R$ 257 mil em desmonetização dos anúncios e mais R$ 19 mil com a derrubada de uma vaquinha virtual. Já o Conexão Política, compartilhado por frequência pela família Bolsonaro, perdeu R$ 70,4 mil em anúncios e mais R$ 2,7 mil de uma campanha de financiamento.

Bernardo Kuster e Sara Winter, blogueiros que são alvo do STF no inquérito que investiga disseminação de notícias falsas e ataques virtuais, perderam R$ 16 mil e R$ 2,5 mil, respectivamente, em vaquinhas derrubadas pelo site Apoie.se. O grupo 300 do Brasil, comandado por Winter, também foi teve uma campanha de R$ 80 mil removida.

O site Brasil Sem Medo, ligado ao astrólogo Olavo de Carvalho – principal mentor intelectual do governo Bolsonaro -, não entrou no balanço, mas virou alvo do movimento no início de junho.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum