Fake News: Eduardo Bolsonaro tenta enganar seguidores com vídeo antigo como se fosse atual

Internautas, no entanto, não caíram na fake news do deputado, que usou um vídeo de aglomeração no Rio, do mês de janeiro, como se fosse atual, para criticar as medidas de isolamento

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ), que tem criticado as medidas do Facebook contra páginas ligadas ao bolsonarismo que espalham fake news, usou deste expediente neste sábado (12) para ludibriar seguidores em uma crítica às medidas de isolamento social.

O filho do presidente compartilhou um vídeo que mostra uma festa com grande aglomeração em que é possível ouvir rajadas de tiros de fuzil. “Ainda bem que não é no Leblon né? Vai que o pessoal contrai COVID…”, escreveu o deputado, dando a entender que a festa teria ocorrido recentemente, em desrespeito às medidas de isolamento.

Ao fazer a postagem, o parlamentar citou um bairro nobre no Rio de Janeiro em crítica às regras e fiscalizações que têm tentado evitar as aglomerações, sinalizando que em regiões periféricas as aglomerações aconteceriam sem qualquer tipo de ação do poder público.

Acontece que o vídeo compartilhado por Eduardo Bolsonaro foi gravado em janeiro deste ano, ou seja, pelo menos dois meses antes do início da pandemia no Brasil e da adoção das medidas restritivas.

A festa em questão era um baile funk na favela do Buraco Quente, que fica no morro da Mangueira, e a informação foi trazida por dezenas de internautas, que não caíram na fake news do deputado e compartilharam links que mostram o mesmo vídeo sendo divulgado em janeiro.

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR