Felipe Neto sobe o tom com vídeo “Bolsofamília”: “Maior programa de transferência de renda para o bolso de uma família”

Para ter acesso ao benefício, locutor cita que basta ter o sobrenome "Bolsonaro" ou "rabo preso com o Queiroz"

O influenciador Felipe Neto divulgou em suas redes sociais, na madrugada desta sexta-feira (19), um vídeo que ataca e ironiza a família Bolsonaro por seu vínculo de anos com a política no Brasil. Intitulado “Bolsofamília”, o vídeo faz uma paródia das campanhas publicitárias do governo, citando o “Bolsofamília” como um dos projetos da atual gestão.

“Toda família merece proteção, mas como toda família é muita gente, o governo Bolsonaro criou o Bolso Família, o maior programa de transferência de dinheiro público para o bolso de apenas uma única família: a família Bolsonaro”, diz o locutor da peça humorística.

“Já são cerca de seis pessoas beneficiadas com toda a proteção da máquina do Estado. Enquanto as famílias do Brasil ficam sem auxílio, sem vacina e sem emprego, os beneficiários do Bolsofamília já contam com rachadinha do salário de funcionários fantasmas, 89 mil parcelados na conta da esposa, milhões em dinheiro vivo não declarado, dezenas de imóveis suspeitos e mansão própria de 6 milhões de reais”, completa.

Para ter acesso ao benefício, o vídeo cita que basta ter o sobrenome “Bolsonaro” ou “rabo preso com o Queiroz”. O locutor então finaliza ironizando o que seria um novo slogan do governo. “Governo Bolsonaro: cuidando da própria família, mas com o bolso da sua”.

A nova ofensiva de Felipe Neto contra o governo Bolsonaro ocorre após o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) mover uma ação contra o youtuber após ele ter se referido ao presidente como “genocida”. A juíza Gisele Guida, da 38ª Vara Criminal do Rio, no entanto, decidiu suspender o processo na manhã desta quinta-feira (18).

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR