O que o brasileiro pensa?
02 de junho de 2020, 08h04

Grupo neonazista dos EUA usa perfil falso para incitar violência em atos antirracistas, diz Twitter

Porta-voz da rede sociais afirmou ainda que robôs ligados a grupos fascistas estão propagando fake news e impulsionando hashtags para incitar o ódio durante atos apó assassinato de George Floyd

Grupo neonazista Identity Evropa (Reprodução)

O grupo neonazista Identity Evropa, que prega a supremacia branca, usou um perfil falso no Twitter para incitar ações violentas em meio aos atos antirracistas que acontecem nos Estados Unidos após o assassinato de George Floyd por um policial branco em Minneapolis, estado de Minesota.

A informação foi confirmada nesta segunda-feira (2) por um porta-voz do Twitter, segundo a rede NSBC News.

Leia também: Após ameaças de Trump manifestantes voltam às ruas e saqueiam loja símbolo do capitalismo

Enquanto protestos aconteciam em vários estados dos EUA no domingo (31) à noite, a conta recém-criada, @ANTIFA_US, twittou: “Hoje é a noite, camaradas”, com um emoji de punho levantado marrom, seguido de outra publicação: “Hoje à noite vamos ‘F — a cidade’ e invadir as áreas residenciais … os capuzes brancos … e pegamos o que é nosso…”.

O Twitter anunciou que suspendeu a conta após após a publicação incitando ódio.

Não é a primeira vez que o Twitter toma medidas contra contas falsas envolvidas em conduta odiosa ligada à Identity Evropa, de acordo com o porta-voz.

Robôs
Outras fake news e alegações enganosas se espalharam pelo Twitter na noite de domingo e na segunda-feira relacionadas aos protestos.

Duas hashtags que se destacaram no mundo todo no Twitter alegaram falsamente que houve um “encobrimento” ou um “apagão” de protestos em Washington, DC, durante a noite. Ambos pareciam insinuar que os manifestantes foram silenciados de alguma forma, talvez por um blecaute secreto na Internet.

O Twitter diz que removeu a tendência da seção “tópicos em alta” por causa de “tentativas coordenadas de interromper a conversa pública” em torno dos protestos, relacionando ao uso de robôs.

O Twitter disse que suspendeu várias centenas de contas e está investigando a disseminação viral da hashtag, que, segundo ele, foi impulsionada por “centenas de contas com spam”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum