Internautas brincam com frase de Bolsonaro: “que saia cocaína do avião e entre maconha no Alvorada”

"Imagina se o PT voltar algum dia ao governo o quanto que vai plantar de maconha por aí”, disse o presidente

Após a frase do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), nesta terça-feira (8), afirmando que se o PT voltar ao poder o país terá várias plantações de maconha, internautas ironizaram: “que saia a cocaína do avião presidencial e entre a maconha no Palácio do Planalto”.

Durante encontro com apoiadores pela manhã, Bolsonaro foi questionado sobre o trâmite do PL 399/16, que legaliza o plantio da maconha para fins medicinais e que foi aprovado (veja abaixo).

“Presidente, e essa saga do PL 399”, pergunta o apoiador e o presidente demonstra desconhecimento da pauta, “o que é essa PL aí?”, pergunta Bolsonaro, o apoiador não responde, mas afirma que o PL está a um voto de ser aprovado.

Logo em seguida, Bolsonaro se recorda do tema do PL e afirma que não é necessário aprovar o plantio da cannabis, pois existe a versão sintética da planta e associa o Partido dos Trabalhadores com o plantio da erva.

“Tem a canabidiol sintética, não precisa deixar o pessoal plantar maconha… Imagina se o PT voltar algum dia ao governo o quanto que vai plantar de maconha por aí”, ironizou o presidente.

O Brasil está cada vez mais perto de, finalmente, sair do obscurantismo moral e acompanhar o forte movimento global de abertura à cannabis (maconha), planta que é base de uma série de produtos e medicamentos usados para inúmeras finalidades. Nesta terça-feira (8), após votação apertada, a comissão especial que analisa o Projeto de Lei 399/15 na Câmara dos Deputados aprovou a legalização do cultivo e produção de cannabis para fins medicinais.

Foram, ao todo, 17 votos favoráveis e 17 contrários ao parecer do relator, deputado Luciano Ducci (PSB-PR), sendo que coube ao próprio relator desempatar.

Notícias relacionadas

Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.