Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
31 de janeiro de 2020, 10h40

#ItaúRacista: Reposta do banco a Lorena, esposa de Rennan da Penha, revolta Twitter

"Queiroz movimentando milhares de reais em caixa eletrônico? Ok. Uma mulher negra fazendo o mesmo? Suspeito, operação padrão", provocou uma deputada

Lorena Vieira/Instagram

O banco Itaú foi às redes sociais na madrugada desta sexta-feira (31) para se defender das acusações de tratamento racista contra a influenciadora e empresária Lorena Vieira, esposa do DJ Rennan da Penha. O banco informou que o procedimento adotado na agência “foi padrão”, resposta que gerou revolta nas redes sociais.

“O Itaú esclarece que o procedimento adotado na agência é padrão em casos de suspeita de fraude, e não tem qualquer relação com questões de raça ou gênero. O Itaú acredita que toda forma de discriminação deve ser combatida”, escreveu o banco no Twitter.
Lorena escreveu na rede social que o posicionamento do banco só lhe gerou ainda mais revolta. “Procedimento padrão? Dizer que está resolvendo meu problema, me fazer esperar até depois do horário de fechar o banco. Não me informar o que estava acontecendo, mentir pra me prender lá, não deixar eu sair e chamar a Polícia Civil?”, questionou. “Não poderia ser de outro jeito? De um jeito mais humano?”.

Nesta manhã de sexta, a hashtag #ItaúRacista já estava nos primeiros lugares do Trending Topics do Twitter. Internautas compararam o ocorrido com o caso do ex-assessor Fabrício Queiroz. “Queiroz movimentando milhares de reais em caixa eletrônico? Ok. Uma mulher negra fazendo o mesmo? Suspeito, operação padrão”, provocou a deputada federal Margarida Salomão (PT-MG).

Lorena foi mais um vítima do racismo institucional, dessa vez pelo Itaú. Aqui na Câmara, a bancada negra progressista apresentou o projeto de lei 5885/19, para coibir essas e outras práticas. Esperamos que seja aprovado e inspire o fim do racismo em qualquer serviço”, escreveu a deputada federal Talíria Petrone (PSOL-RJ). 

“O que aconteceu com Lorena acontece todos os dias em diversos cantos do país e situações”, denunciou a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ).

Confira:

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum