O que o brasileiro pensa?
28 de julho de 2020, 15h47

Jornalista bolsonarista ironiza sobre morte Rodrigo Rodrigues, fala em “doença chinesa” e apaga postagem

Fernanda Salles, que é assessora de deputado do PSL e escreve para sites investigados por fake news, como o Jornal Cidade Online e Terça Livre, tripudiou da morte do jornalista da SporTV com postagem irônica e preconceituosa

Reprodução

Entre a comoção e as homenagens ao jornalista Rodrigo Rodrigues, que faleceu nesta terça-feira (28) em decorrência da Covid-19, há também aqueles zombam e tripudiam da fatalidade.

A maior parte dos que estão minimizando a morte de Rodrigues são bolsonaristas, que usam a postura crítica que o jornalista adotava com relação a cloroquina, medicamento defendido por Bolsonaro, para fazer pouco caso com o seu falecimento.

Um exemplo deste tipo de postura pode ser observado na postagem da jornalista bolsonarista Fernanda Salles. Ela escreve para sites investigados por fake news, como o Terça Livre e o Jornal Cidade Online, e ainda atua como assessora parlamentar do deputado estadual Bruno Engler (PSL-MG).

“Infelizmente o apresentador global Rodrigo Rodrigues, que zombou do presidente e do uso da hidroxicloroquina no tratamento da COVID-19, faleceu hoje vítima da doença chinesa”, escreveu Fernanda em seu Twitter. A postagem carrega um claro tom preconceituoso contra a China, alvo constante de ataques de bolsonaristas, e ainda minimiza a morte de Rodrigues ao afirmar que ele “zombou do uso da hidroxicloroquina”.

Diante das críticas que passou a receber por conta da publicação, a jornalista apagou a postagem e não falou mais sobre o assunto. Não a tempo, porém, de evitar que internautas salvassem o tuíte com prints.

Morte do jornalista

O jornalista Rodrigo Rodrigues, da SporTV, morreu nesta terça-feira (28), aos 45 anos no Rio de Janeiro.

Rodrigo havia sido diagnosticado havia 15 dias com Covid-19 e estava afastado do trabalho. Ele deu entrada no último sábado (25), no hospital Unimed-Rio com dor de cabeça, vômitos e desorientação.

Após exames foi constatado que o jornalista teve uma trombose venosa cerebral, o que levou a um procedimento para diminuir a pressão intracraniana no domingo (26). Desde então, ele se encontrava em coma na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum