Mãe de Paulo Gustavo reage a declaração de Bolsonaro contra máscaras: “Assassino”

Déa Lúcia compartilhou a publicação da professora Deisy Ventura

Déa Lúcia, mãe do ator e humorista Paulo Gustavo (1978-2021), reagiu à declaração do presidente Jair Bolsonaro em suas redes sociais. O humorista faleceu em maio em decorrência da Covid-19.

Lúcia compartilhou em seu instagram uma postagem da professora Deisy Ventura, da USP, que diz o seguinte: “Quem disser a você para deixar de usar a máscara durante uma pandemia descontrolada é um assassino. Saia de perto, corte relações. Não presta”.

“EU ASSINO EMBAIXO. USEM MÁSCARA AMIGOS”, escreveu a senhora que inspirou a personagem Dona Hermínia.

A reação acontece em razão do desejo manifestado por Bolsonaro de desobrigar o uso de máscara de proteção a pessoas que já foram vacinadas contra a Covid-19 ou que já tenham sido infectadas pela doença do coronavírus.

Em discurso feito na quinta-feira, o presidente afirmou que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, iria “ultimar um parecer visando a desobrigar o uso de máscara por parte daqueles que estejam vacinados ou que já foram contaminados para tirar esse símbolo que obviamente tem a sua utilidade para quem está infectado”.

Avatar de Lucas Rocha

Lucas Rocha

Lucas Rocha é formado em jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ e cursa mestrado em Políticas Públicas na FLACSO Brasil. Carioca, apaixonado por carnaval e latino-americanista convicto, é repórter da sucursal do Rio de Janeiro da Revista Fórum e apresentador do programa Fórum América Latina