Pastor de Michelle Bolsonaro diz que agressão pode ter perdão: “Cristão não deve se separar”

Josué Valandro, da Igreja Batista Atitude, também condena procedimentos estéticos. "Até onde vai o silicone?", questionou em vídeo no Instagram

O pastor Josué Valandro, da Igreja Batista Atitude, frequentada pela primeira-dama Michelle Bolsonaro, usou as redes sociais para condenar a separação de casais cristãos. Segundo ele, é possível perdoar mesmo em caso de agressão.

O comentário foi feito em resposta à pergunta de um seguidor no Instagram. O pastor foi questionado se um cristão pode se separar em caso de agressão ou só de traição.

“O cristão deve lutar para não se separar nunca, uma agressão pode ter perdão e cura, uma traição também. Agora, cada caso é um caso e não tenho como analisar isso em alguns segundos aqui”, disse. O presidente Jair Bolsonaro já se casou três vezes.

Segundo informações do UOL, Valandro costuma gravar diversos vídeos na rede social para a série que batizou de “Pergunta que eu respondo!”. Em um deles, ele responde até se é pecado cristão colocar silicone.

“Se o silicone é para correção de algum problema, é uma coisa. Se o silicone é para chamar a atenção de todo mundo, virou um grande problema. Até onde vai o silicone?”, disse no vídeo. Michelle Bolsonaro tem próteses de silicone.

Confira:

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR