quinta-feira, 1 out 2020
Publicidade

Site diz que engenheiro foi demitido do Facebook após denunciar “tratamento preferencial a contas conservadoras”

Reportagem de Craig Silverman e Ryan Mac, publicada no site BuzzFeed News nesta terça-feira (11), afirma que o Facebook teria demitido um engenheiro sênior que “reuniu evidências internas mostrando que o Facebook estava dando tratamento preferencial a contas conservadoras proeminentes”.

A informação teria sido obtida a partir de posts internos da plataforma Workplace, que é usada para troca de mensagens entre os funcionários da rede social. O engenheiro teria sido demitido na última quarta-feira, dia 5 de agosto.

Segundo o Buzzfeed, a demissão teria ocorrido após funcionários do Facebook pedirem a Mark Zuckerberg para explicar o que a empresa faria se Donald Trump usasse a rede social para prejudicar os resultados da eleição presidencial dos Estados Unidos de 2020.

“Estamos em uma situação sem precedentes, com o presidente dizendo certas coisas que eu acho bem preocupantes. Estamos pensando em qual política seria apropriada. Obviamente, será delicado trabalhar com essa questão”, teria declarado Zuckerberg aos funcionários.

Outra indagação que teria causado constrangimento ao criador do Facebook envolveu a permanência da página do site de ultra-direita Breitbart News, ligado ao ex-assessor da Casa Branca, Steve Bannon, na rede após o compartilhamento de um vídeo que promovia tratamentos sem comprovação e dizia que máscaras eram desnecessárias para combater o novo coronavírus. O vídeo atingiu 14 milhões de visualizações em seis horas antes de ser removido da página da Breitbart, embora outras contas tenham continuado compartilhando.

Zuckerberg teria dito que não faz sentido removê-los, mas observou que o Breitbart poderia ser removido da aba de notícias da empresa se recebesse duas advertências por publicar informações falsas com um intervalo de 90 dias entre uma e outra.

“Esta sem dúvidas foi uma advertência contra eles por informações falsas, mas eles não têm outras nos últimos 90 dias”, disse Zuckerberg. “Portanto, de acordo com as políticas que temos, que, a propósito, eu considero bem razoáveis em relação a isso, não faz sentido removê-los.”

Leia a reportagem completa no BuzzFeed

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.