Youtube suspende conta de Donald Trump por 7 dias e bloqueia comentários “indefinidamente”

Em comunicado, Youtube afirma que removeu último vídeo publicado por "preocupações sobre o potencial contínuo de violência" e violação às políticas da rede

O Youtube comunicou na madrugada desta quarta-feira (13) a remoção do último vídeo publicado por Donald Trump e informou que o presidente dos EUA “está temporariamente impedido de enviar novo conteúdo por no ‘mínimo’ 7 dias”. O canal, criado em 2015, tem mais de 2,7 milhões de seguidores e 823 milhões de visualizações.

“Após análise e à luz das preocupações sobre o potencial contínuo de violência, removemos o novo conteúdo enviado ao canal de Donald J. Trump por violar nossas políticas. Agora, ele tem seu primeiro aviso e está temporariamente impedido de enviar novo conteúdo por no ‘mínimo’ 7 dias”, diz o comunicado publicado no Twitter.

A rede de vídeos se soma ao próprio Twitter – que suspendeu definitivamente a conta de Trump – e ao Facebook na punição ao presidente dos EUA por incitação à onda de violência que levou à invasão do Capitólio durante a sessão de certificação da vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais, o que resultou em cinco mortos.

O Youtube ainda desativou “indefinidamente” comentários no canal de Trump. “Dadas as preocupações contínuas sobre a violência, também desativaremos indefinidamente os comentários no canal do presidente Trump, como fizemos com outros canais em que há preocupações com a segurança encontradas na seção.”

O perfil de Trump continua exibindo os vídeos já publicados na rede. A última publicação, na tarde desta terça-feira (12), é uma série de trechos do discurso do presidente estadunidense em Alamo, no sul do Texas, em que o mandatário exalta a própria iniciativa de construir um muro na fronteira com o México.

Notícias relacionadas

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR