Zé Dirceu publica foto histórica de prisão pela Ditadura durante congresso da UNE em 1968

Ex-ministro lembra os nomes dos policiais que o conduziram e encerra: “abaixo a ditadura! A UNE é nossa voz e nossa força!”

O ex-ministro da Casa-Civil José Dirceu postou foto em suas redes sociais na manhã desta quarta-feira (13), por ocasião do aniversário de 53 anos da sua prisão, durante o XXX Congresso da União Nacional dos Estudantes (UNE), em Ibiúna (SP).

Dirceu escreve na legenda que é conduzido pelo agente Herwin de Barros e pelo delegado José Paulo Bonchristiano.

“Abaixo a ditadura! A UNE é nossa voz e nossa força!”, encerra o ex-ministro. A imagem, lembra ele, foi feita pelo fotógrafo Alfredo Rizzutti.

“Dia 13 de outubro de 1968: a Ditadura reprime o XXX Congresso da UNE em Ibiúna/SP. Na foto sou conduzido pelo agente Herwin de Barros e pelo delegado José Paulo Bonchristiano. Abaixo a ditadura! A UNE é nossa voz e nossa força! Foto: Alfredo Rizzutti”.

Democracia defendida com a vida

Em artigo publicado no dia 2 de setembro, Zé Dirceu afirmou que os atos convocados na ocasião para o 7 de Setembro pelo presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) eram “uma tentativa de chantagear os outros Poderes da República e de atemorizar o povo e a oposição”.

“Espero que tenhamos aprendido as lições da história. Liberdade e democracia têm que ser permanentemente defendidas das tentativas de tirania e opressão, mesmo que ao custo de nossas próprias vidas”, escreve Dirceu.

No texto ele fala ainda em “exigir das Forças Armadas o cumprimento estrito e absoluto da Constituição”.

“O único lugar que cabe às Forças Armadas é a obediência ao poder civil –no caso, às decisões do Congresso e do Judiciário às quais todos, começando pelo presidente da República, estamos submetidos”, afirma, relacionando à interpretação de bolsonaristas sobre o artigo 142 da Constituição.

Publicidade
Avatar de Julinho Bittencourt

Julinho Bittencourt

Jornalista, editor de Cultura da Fórum, cantor, compositor e violeiro com vários discos gravados, torcedor do Peixe, autor de peças e trilhas de teatro, ateu e devoto de São Gonçalo - o santo violeiro.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR