Imprensa livre e independente
07 de setembro de 2016, 16h10

Reino Unido vai construir muro para impedir entrada de refugiados

Parte de acordo com a França, projeto prevê a construção de um muro de 4 metros de altura para impedir refugiado de entrarem ilegalmente no Reino Unido.

Projeto faz parte de acordo com a França e prevê a construção de um muro de quatro metros de altura Por Redação O governo britânico anunciou nesta semana que construirá um muro na região de Calais, na França, em pareceria com o governo francês. O projeto tem como objetivo impedir que refugiados da guerra na Síria e da extrema pobreza em países do Oriente Médio e norte da África cheguem em solo inglês. A negociação entre os dois países, que dará origem ao muro, faz parte de um pacote de segurança entre França e Reino Unido no valor de R$73...

Projeto faz parte de acordo com a França e prevê a construção de um muro de quatro metros de altura

Por Redação

O governo britânico anunciou nesta semana que construirá um muro na região de Calais, na França, em pareceria com o governo francês. O projeto tem como objetivo impedir que refugiados da guerra na Síria e da extrema pobreza em países do Oriente Médio e norte da África cheguem em solo inglês.

A negociação entre os dois países, que dará origem ao muro, faz parte de um pacote de segurança entre França e Reino Unido no valor de R$73 milhões. O muro deve ter 4 metros de altura e cerca de um quilometro de extensão. De acordo com a imprensa britânica, a obra deve ser rodeada por canteiros, plantados para diminuir o impacto visual de um muro dessa magnitude na região.

Calais é uma cidade do norte da França com saída para o estreito de Dover, além de ser a cidade francesa mais próxima do Reino Unido. Na cidade, existem o que se conhece como “selvas” – são acampamentos de refugiados que levam esse nome devido a precariedade das estruturas do agrupamento.

Veja também:  Ford demite 750 funcionários da fábrica de São Bernardo nos próximos dias

Organizações de Direitos Humanos criticam o projeto e afirmam que a construção do “Grande muro de Calais”, como é chamado pela imprensa britânica, não deve impedir a tentativa dos refugiados de chegarem ao Reino Unido, mas sim os incentivar a buscar outras formas.

Os refugiados que vivem em Calais tentam frequentemente atravessar as fronteiras para entrar no Reino Unido. Um dos meios observados é a infiltração em caminhões e veículos. Refugiados atiram pedras e carrinhos de compras na estrada para forçar a parada de veículos que cruzaram a fronteira pelo Eurotúnel no intuito de se esconder nos veículos para a passagem. Atualmente, 6.900 pessoas vivem nas Selvas de Calais.

Foto: Reprodução

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum