Imprensa livre e independente
10 de dezembro de 2015, 11h36

Reunião do Conselho de Ética é marcada por ofensas e empurrões

A discussão desta quinta-feira (10) sobre o processo de cassação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, acabou em briga entre os deputados Wellington Roberto (PR-PB) e Zé Geraldo (PT-PA), que tiveram que ser contidos pelos colegas. Assista ao vídeo Por Redação A reunião do Conselho de Ética desta quinta-feira (10), realizada para examinar o processo de cassação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), virou uma troca de ofensas e empurrões entre os deputados Wellington Roberto (PR-PB) e Zé Geraldo (PT-PA). O presidente do Conselho, José Carlos Araújo (PSD-BA), precisou suspender a reunião por cinco minutos para que os ânimos se acalmassem, mas...

A discussão desta quinta-feira (10) sobre o processo de cassação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, acabou em briga entre os deputados Wellington Roberto (PR-PB) e Zé Geraldo (PT-PA), que tiveram que ser contidos pelos colegas. Assista ao vídeo

Por Redação

A reunião do Conselho de Ética desta quinta-feira (10), realizada para examinar o processo de cassação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), virou uma troca de ofensas e empurrões entre os deputados Wellington Roberto (PR-PB) e Zé Geraldo (PT-PA). O presidente do Conselho, José Carlos Araújo (PSD-BA), precisou suspender a reunião por cinco minutos para que os ânimos se acalmassem, mas os parlamentares continuaram com a discussão.

O tumulto começou quando Wellington disse que a votação no colegiado de um projeto de resolução pedindo a retirada de Cunha do cargo era golpe. O debate acalorado tomou conta do plenário. “Você mete a mão em mim. Me respeite. O senhor chamou de moleque todo mundo aqui, de turma do Cunha. Quem tem turma é ladrão”, disse Wellington. “Fale o que quiser. Aceito tudo, menos você me tocar”, reclamou o petista. Após a confusão, os dois tiveram que ser contidos por colegas.

Veja também:  Prisão em segunda instância é sacada do pacote anticrime por grupo de trabalho da Câmara

Em seguida, o deputado Marcos Rogério (PDT-RO), novo relator do processo de cassação de Cunha, anunciou que apresentará seu parecer na próxima terça-feira. Fausto Pinato (PRB-SP) foi destituído ontem da função por determinação do vice-presidente da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), aliado do presidente da Casa. A decisão provocou polêmica e acirrou ainda mais o clima tenso entre os parlamentares.

Assista ao vídeo:

Foto de capa: Reprodução/TV Câmara

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum