Imprensa livre e independente
09 de novembro de 2017, 09h19

Ridley Scott substitui Kevin Spacey em filme que já estava pronto

As razões do corte, que receberam apoio de elenco e equipe, foram as acusações de assédio sexual pelo ator o ator norte-americano Anthony Rapp

As razões do corte, que receberam apoio de elenco e equipe, foram as acusações de assédio sexual pelo ator norte-americano Anthony Rapp Da Redação* O filme “Todo o Dinheiro do Mundo”, sobre o milionário americano Jean Paul Getty, já estava pronto. Mesmo assim, o diretor Ridley Scott e a Sony decidiram retirar o ator Kevin Spacey do papel principal. Em seu lugar entrará o veterano Christopher Plummer. As informações são do site Deadline e da revista “Variety”. As refilmagens vão começar imediatamente. Scott ainda quer estrear o filme até o dia 22 de dezembro, deixando-o apto a concorrer ao Oscar do ano...

As razões do corte, que receberam apoio de elenco e equipe, foram as acusações de assédio sexual pelo ator norte-americano Anthony Rapp

Da Redação*

O filme “Todo o Dinheiro do Mundo”, sobre o milionário americano Jean Paul Getty, já estava pronto. Mesmo assim, o diretor Ridley Scott e a Sony decidiram retirar o ator Kevin Spacey do papel principal. Em seu lugar entrará o veterano Christopher Plummer. As informações são do site Deadline e da revista “Variety”.

As refilmagens vão começar imediatamente. Scott ainda quer estrear o filme até o dia 22 de dezembro, deixando-o apto a concorrer ao Oscar do ano que vem. A Sony já planejava fazer uma campanha a favor da indicação de Spacey à estatueta, mas as acusações de assédio sexual contra o ator fizeram o estúdio voltar atrás.

De acordo com o Deadline, elenco e equipe apoiaram a decisão da Sony e de Scott de tirar Kevin Spacey do filme. Mark Wahlberg e Michelle Williams, que atuam no longa, vão estar envolvidos nas refilmagens.

O filme conta a história real do sequestro de John Paul Getty III nos anos 70. Spacey interpretaria o avô do garoto, que apesar de ser o homem mais rico do mundo na época não queria pagar o resgate.

Veja também:  Carla Zambelli diz que Eduardo Bolsonaro embaixador do Brasil nos EUA é "oportunidade de sanar os problemas de toda a Terra"

A saída de Spacey do filme é o segundo grande golpe na carreira do ator duas vezes ganhador do Oscar desde que os casos de assédio vieram à tona. Antes, a Netflix cortou os laços com o ele, anunciando que não daria continuidade à premiada série “House of Cards” enquanto Spacey estivesse no elenco. A plataforma de streaming ainda cancelou o lançamento do filme “Gore”, que era estrelado e produzido pelo artista.

*Com informações do site Deadline e da revista “Variety”, através do UOL

Foto: Reprodução

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum