Imprensa livre e independente
23 de maio de 2019, 20h42

Risco iminente de rompimento de barragem faz moradores passarem por simulado em BH

Moradores de dois bairros da capital mineira vão passar por um simulado, neste sábado (25), como treinamento de evacuação para o caso do rompimento da barragem Forquilha I

Foto: Reprodução/TV Globo
A própria mineradora Vale reconhece que Minas Gerais vive um risco iminente de uma nova tragédia. Por isso, moradores de dois bairros de Belo Horizonte vão passar por um simulado, neste sábado (25), às 16 horas, como uma espécie de treinamento de evacuação para o caso do rompimento da barragem Forquilha I, em Ouro Preto, na região Central do estado. No caso de se concretizar o rompimento, os rejeitos podem alcançar parte dos moradores dos bairros Beija-Flor, na região Nordeste, e Maria Tereza, na região Norte, de Belo Horizonte. De acordo com a Defesa Civil da capital mineira, o material atingiria o Córrego do...

A própria mineradora Vale reconhece que Minas Gerais vive um risco iminente de uma nova tragédia. Por isso, moradores de dois bairros de Belo Horizonte vão passar por um simulado, neste sábado (25), às 16 horas, como uma espécie de treinamento de evacuação para o caso do rompimento da barragem Forquilha I, em Ouro Preto, na região Central do estado.

No caso de se concretizar o rompimento, os rejeitos podem alcançar parte dos moradores dos bairros Beija-Flor, na região Nordeste, e Maria Tereza, na região Norte, de Belo Horizonte.

De acordo com a Defesa Civil da capital mineira, o material atingiria o Córrego do Onça e, com o aumento de volume, a água invadiria 248 residências.

Convite

A Defesa Civil e a Vale devem explicar as rotas de fuga e instalar sirenes para alertar a população. Nesta sexta-feira (26), agentes municipais devem ir às casas para convidar os moradores a participar do treinamento.

O nível da barragem Forquilha subiu para o nível 3, que significa alerta máximo e risco iminente de ruptura, no dia 28 de março. Forquilha III, em Ouro Preto, também corre o risco de se romper.

Veja também:  Ministro britânico garante que Assange não será estraditado para país com pena de morte

Com informações do Hoje em Dia

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum