Imprensa livre e independente
25 de janeiro de 2014, 13h06

RJ: Após caos, vice de Cabral parece viver em outro mundo e diz estar satisfeito

Pezão chegou a afirmar que o sistema de trens carioca está “ganhando credibilidade”

Pezão chegou a afirmar que o sistema de trens carioca está “ganhando credibilidade” Por Redação Pezão ressalta a “credibilidade” da SuperVia (Foto: EBC) Na última quarta-feira (22), o Rio de Janeiro viveu um caos no transporte público. Após o descarrilamento de um trem, todo o sistema teve de ser interrompido e 600 mil passageiros tiveram caminhar pela linha férrea. Apesar disso, o vice-governador do Estado, Pezão, se mostrou satisfeito com a SuperVia. “O acidente que teve de parar todas as linhas é um problemaço hoje no Rio, haja ônibus, haja metrô para transportar isso tudo. Mas é um sistema que...

Pezão chegou a afirmar que o sistema de trens carioca está “ganhando credibilidade”

Por Redação

Pezão ressalta a “credibilidade” da SuperVia (Foto: EBC)

Na última quarta-feira (22), o Rio de Janeiro viveu um caos no transporte público. Após o descarrilamento de um trem, todo o sistema teve de ser interrompido e 600 mil passageiros tiveram caminhar pela linha férrea. Apesar disso, o vice-governador do Estado, Pezão, se mostrou satisfeito com a SuperVia.

“O acidente que teve de parar todas as linhas é um problemaço hoje no Rio, haja ônibus, haja metrô para transportar isso tudo. Mas é um sistema que vem ganhando credibilidade”, afirmou Pezão.

O vice-governador afirmou que considera o problema “grave” e que foi “triste você deixar mais de 600 mil passageiros andando na linha do trem.”

Em 2010, o governador Sérgio Cabral renovou, até 2048,  o contrato de concessão do sistema de trens do Rio de Janeiro com a SuperVia.

Veja também:  Leandro Demori reafirma Reinaldo Azevedo: “Sigilo das mensagens é absoluto”

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum