Imprensa livre e independente
23 de julho de 2018, 22h52

Roda Viva: Alckmin fala à vontade e é interrompido apenas uma vez no primeiro bloco

Pré-candidato tucano respondeu a perguntas leves e falou durante o primeiro bloco inteiro com tranquilidade, sendo interrompido apenas na última pergunta, diferente de outros políticos que passaram pelo programa

Reprodução/TV Cultura
Geraldo Alckmin, pré-candidato pelo PSDB à presidência da República, participa na noite desta segunda-feira (23) de uma tranquila entrevista no ‘Roda Viva’, da TV Cultura. Durante o primeiro bloco, os entrevistadores da bancada fizeram perguntas fáceis e leves e sequer colocaram contrapontos a qualquer resposta do pré-candidato. Diferentemente de outros políticos que participaram do programa, Alckmin só foi interrompido na última pergunta do bloco. Manuela D’Ávila (PCdoB), por exemplo, foi interrompida 62 vezes pelos jornalistas em sua entrevista. A primeira pergunta para Alckmin foi feita pelo apresentador Ricardo Lessa, que pediu para que o ex-governador dissesse qual seria sua marca...

Geraldo Alckmin, pré-candidato pelo PSDB à presidência da República, participa na noite desta segunda-feira (23) de uma tranquila entrevista no ‘Roda Viva’, da TV Cultura.

Durante o primeiro bloco, os entrevistadores da bancada fizeram perguntas fáceis e leves e sequer colocaram contrapontos a qualquer resposta do pré-candidato. Diferentemente de outros políticos que participaram do programa, Alckmin só foi interrompido na última pergunta do bloco. Manuela D’Ávila (PCdoB), por exemplo, foi interrompida 62 vezes pelos jornalistas em sua entrevista.

A primeira pergunta para Alckmin foi feita pelo apresentador Ricardo Lessa, que pediu para que o ex-governador dissesse qual seria sua marca de governo, caso eleito. As outras perguntas seguiram um padrão “tranquilo” para um pré-candidato.

Priscila Cruz perguntou o que o tucano faria na área da educação; José Alberto Bombig, do Estadão, perguntou se o ex-governador não estava “insistindo na candidatura” ao fazer aliança com o chamado ‘centrão’; Thais Bilenky, da Folha de S. Paulo, perguntou sobre “ética”, citando as conversas de Alckmin com Valdemar da Costa Neto; Ana Clara, da Veja, questionou o pré-candidato sobre “o que deu errado” pelo fato de ele não ter decolado nas pesquisas e Silvia Amorim, do jornal O Globo, fez uma pergunta sobre as alianças com outros partidos.

Veja também:  Câmara aprova idade menor para aposentadoria de professor

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum